sábado, 21 de janeiro de 2006

Revolução?

Após leitura a vários diários (desportivo e generalistas) estou com medo... Porque, se bem percebo o que os jornalistas querem transmitir, vem aí mais uma revolução no onze, semelhante àquela sucedida depois da derrota humilhante com os lampiões no Dragão e mesmo antes do jogo com o Inter.

Assim, rezam as crónicas de antevisão do jogo de hoje que tanto poderemos ter apenas a novidade "Adriano" como poderá acontecer uma autentica revolução, voltando à táctica suícida do principio da época de tracção à frente. Para começar, 4 atacantes: Quaresma e Lisandro nas alas, Adriano no meio (e até aqui tudo bem...) e depois o Jorginho atrás do ponta de lança (aqui é que a porca começa a torçer o rabo!). No meio campo, estarão o Marek Cech à esquerda e o Bosingwa à direita, o Lucho (se recuperar da lesão por utilização desnecessária a meio da semana...) e o Diego, na defesa 3 centrais, sendo que só dois deles o são de facto (Pepe e Ricardo Costa) já que o Ibson irá funcionar na posição entre trinco-defesa central! Por último, e mais grave, o Hélton deverá ser o guarda-redes, confirmando as suspeitas do principio da época que o Baia era para encostar... E se não o fez antes, só alguem o SADerá...

Estou com medo, digo-o novamente... Espero que isto seja só ideia dos jornalistas e "bluff" da equipa técnica do FC Porto aproveitando o black-out em vigor há umas semanas... Mais uma vez, lá vou eu para o estádio com o credo na boca!

3 comentários:

FL disse...

eu so tenho medo de uma coisa: dos jantares suspeitos do Veiga.
Tenho um texto no meu blog que retrata bem o que são os lampiões actualmente: uns falhados que vivem na sombra dos titulos do Porto e isso enche-os de azia...Força Porto!

http://www.flthedragon.blogspot.com/

bjm disse...

Há cerca de dois anos e meio, Vítor Baía fez um semi-disparate frente ao mesmo Estrela da Amadora. Mourinho defendeu-o dizendo que ele era o melhor guarda-redes do mundo, e que já tinha garantido muitas vitórias ao Porto. Nesse ano fomos campeões nacionais e europeus... com Baía.
Assim se vê a diferença entre um grande treinador e um holandês atrasado mental.

Olho Vivo disse...

É um facto. Não está em causa a qualidade do Helton, mas esta foi uma oportunidade de ouro para o holandês chambeta de colocar o Vítor no banco. Ridículo. Vi o jogo de hoje e mais uma vez - por culpa do treinador - a nossa equipa parecia uma equipa de solteiros e casados. Uma auntêntica salada de grelos. Custa muito ver jogadores desta qualidade realizarem uma exibição de conjunto tão pouco conseguida. Já agora o chambeta podia reflectir se foi boa ou má ideia mandar o pessoal de férias 10 dias.
Termino dizendo que infelizmente as minhas piores previsões parecem estar a verificar-se: e graças a um treinador dito de "TOP"