sábado, 3 de março de 2007

A minha posição

O Sr. Joaquim Varela é um exemplo marcante de uma certa forma de estar na sociedade portuguesa. Uma forma de estar de certos sectores dessa mesma sociedade, política, desportiva , económica etc, para quem os “chavões” são álibi para todas as canalhices. Para ele, desde que não insulte ninguém, tudo é permitido: quer seja a intromissão em seara alheia à sorrelfa dos interessados; quer as insinuações capciosas e distorcidas sobre comentários ou desabafos dos portistas; quer o constante trazer à colação de atoardas, mexericos, acusações infundadas, frutos de campanhas orquestradas e não provadas judicialmente contra o nosso clube de que foram exemplo significativo os programas “Donos da Bola”, as notícias e comentários do Record, etc etc; quer as suas visões distorcidas sobre os lances que prejudicam a nossa equipa e de que naturalmente nos queixamos, tudo serve para que o distinto senhor, destilando ódio como peçonha, venha mantendo essa cruzada anti -F.C.do Porto, beneficiando para tanto do benevolente acatamento de quem, esse sim, imbuído de um verdadeiro espírito democrático, lhe vai permitindo tais dislates.
Que motivos terá tal senhor para tais desmandos? Só consigo descortinar dois: um ódio entranhado, feito de complexos e frustrações de muitos anos que as mirabolantes promessas não concretizadas dos dirigentes do seu clube só conseguem acirrar e uma inveja desmedida pelos êxitos que o nosso presidente conseguiu.
O Sr. Joaquim Varela não sabe ou então sabe, e nesse caso é muito mais grave, que as suas intervenções são um insulto a todos os portistas. Que nós, ao contrário do que se passa para as suas bandas, sabemos criticar, pôr os dedos nas nossas feridas, atacar quem e quando algum dos nossos deve ser criticado, que não andamos atrás de “pais messiânicos” com a cobertura dos “media”, como acontece para os seus lados.
O Sr. Joaquim Varela sabe ou devia saber que quando age da forma como faz está a afrontar milhares de adeptos de um clube que apenas “cometeu o crime” de nas últimas décadas ter um maior e melhor palmarés do que o seu clube, o clube do regime.
O Sr. Joaquim Varela sabe ou devia saber que invadir abusivamente um lugar que lhe não pertence e onde não é bem-vindo ( têm-lho demonstrado das formas mais diversas!) não só demonstra falta de educação como, quanto à sua propalada formação, deixa muito a desejar.
O Sr. Joaquim Varela que, apesar de não insultar ninguém, de santo não tem nada, sabe ou devia saber que está a agir de má fé e provocatoriamente, apenas para exorcizar os fantasmas que o atormentam. A si e aos seus comparsas.
Julgo que, na linha de outros seus congéneres invasores deste e de outros blogs portistas, este deve ser mais um “case study” e, como tal, só é de lamentar!

PS. Apenas duas observações em adenda: nos “comentários” que estiveram na origem deste post a minha adjectivação é intencional e bem sentida, não sou de hipocrisias; não consigo perceber o carácter de alguém que com intuitos meramente provocatórios não tem pejo de se assumir como “dragão” só para entrar no blog.
Talvez seja questão de formação.

4 comentários:

O Fafe do AB6 disse...

Visitem "O Fafe do AB6" e leiam o
"O apito morgado e o sonho".
Também poderão recordar
"O apito dourado de ferro forjado"
http://ofafe.blogspot.com/

GM disse...

Esse Sr. tb costuma andar pelo livreindirecto.net a destilar o seu ódio pelo Porto. É a corja lampiónica no seu melhor.

Joaquim Varela disse...

Ah, ah, ah!

Muito obrigado por me dedicarem um post, pá! Nunca me julgui digno de tal honra! É para destilar um pouco de ódio e tentar limitar a minha liberdade, mas não deixa de ser um notável exercício de puro lirirsmo.

A única coisa verdadeira no meio distas palavra todas, e finalmente assumida, é que de facto eu não insulto ninguém! Ao contrário de muitos que já aqui me chamaram de tudo, sabe-se lá porque razão.

Quanto ao PS, não será um tanto ou quanto infatil, a colocação daquela caixinha no inicio, para afastar malta verdadeiramente cega? Quem deixar de fazer o que quer que seja, só porque carrega num botão virtual, em que assume o que quer que seja, esses sim, serão os tais cegos e sem convicções e que aceitam tudo o que lhes digam.

A minha formação passa por respeitar quem me respeita. Por não ofender quem me ofende e por lutar para que se possa dizer o que quer que seja, mesmo que discorde a 100 % com o que essa pessoa tenha a dizer. O que notoriamente não é o caso de certa malta neste país. Estou convencido que o tempo fará com que te passem estas coisas Francisco.

Mais uma vez reforço a minha ideia inicial. Se quiseres, faz um blog, só para os amigos, em que possam dedicar-se inteiramente ao umbiguismo, mas mete uma password, para não teres visitas indesejáveis. Ou então actua bem ao estilo fascizóide (que tanto criticam) e apaga todos os meus comentários. Eu lá continuarei a ver aqui as vezes que muito bem entender, a dizer o que penso, se achar necessário, a carregar naquela tentativa infantil de afastar os "inimigos", mesmo que vás apagando sucessivamente tudo o que escreva.

Um abraço e mais uma vez, muito e muito obrigado, que eu não mereço tal honra, pá!

Anónimo disse...

Odeio-vos porque odeio e não vos posso ver, tenho-vos um ódio de morte!!!
Tende vergonha na cara!!!!