terça-feira, 6 de março de 2007

Em dia de Liga dos Campeões

Primeiro falemos do que interessa.
O jogo de hoje à noite.
Uns poderão pensar que sou um sonhador.
Outros dirão que sou dos que acreditam sempre.
Outros há que poderão dizer o que quiserem que não lhes ligo absolutamente nada, que são aqueles que aqui vêm, fazem um click dizendo que amam o FC Porto e depois demonstram-se adeptos do FC Contra o Porto.
A essa corja mourama deixo aqui, mais uma vez, expresso o meu desprezo.

Tenho confiança. Uma confiança baseada em força, vontade e querer.
Uma confiança baseada num miúdo com pés para nos fazer sonhar. Ele mesmo, o Harry Potter com a ajuda dos seus colegas.
Como já aqui foi dito, o jogo é muito difícil e precisamos daquela pontinha de sorte dos campeões.
Mas que raio, se eu não acreditar, se nós não acreditarmos, quem irá acreditar?
O treinador adversário é dos melhores do mundo, é verdade.
Mas convém não esquecer que só conseguiu ganhar competições europeias com a nossa equipa. E esta é que é a mais pura das verdades.

Muitos afirmam que se não fosse ele, nós não ganhavamos nada em termos europeus nos últimos anos. A minha pergunta é: o que ganhou o treinador adversário em termos europeus sem o Mágico Porto?
Simples!!! Nada...

Esta é que é mais pura das realidades que muitos não querem ver.
E logo veremos o que o futuro nos reserva, com a certeza que nós continuaemos a ser adeptos do melhor clube do mundo, dê por onde der. E isto, meus caros amigos, não é para quem quer, é para quem sente.
E bem vos digo que quando muitos afirmaram que lhe deveriamos prestar algum tributo na sua recepção ao Porto, devem ter deixado cair a lingua pelo que mais uma vez fez, antes, durante e após o jogo.
O meu tributo vai para aqueles que, por exemplo, vieram da Capital do Império de camioneta para ver o jogo, de cachecol ao pescoço e que depois regressaram por volta da 1 da manhã, na mesma camioneta, chegando à Capital do Império (tal como eu) às 5 da manhã.
E olhem que não saõ tão poucos quanto possam pensar.
O meu tributo vai para esses. Que com grande esforço e dedicação se deslocam pelo País inteiro a gritar pelo nosso Porto apenas tendo como prémio os nossos golos e as nossas vitórias.
E é com esses que espero festejar mais uma grande vitória do nosso Porto.

Mas mesmo neste dia, não posso deixar passar em a campanha para a despenalização do Levezinho.
Uma autêntica vergonha o que nos querem fazer crer, levando mesmo os mais incautos a pensar que afinal o rapaz nada fez.
Não tinha visto o jogo, nem sequer qualquer resumo até ontem à noite. A pessoa com quem fiz a viagem disse-me que não havia qualquer agressão e que os jogadores apenas se tinham embrulhado.
Ontem na SportTV, nenhum quis dizer aquilo que os meus olhos viam de forma explícita e clara;
- Que os jogadores se embrulharam;
- que cairam;
- Que Rossato se levantou de imediato; e
- Que o levezinho ainda no chão, manda um pontapé na anca de Rossato; levantando-se à posteriori.

Um pontapé claríssimo, sem qualquer margem para dúvidas. E pergunto, porque é que Rossato se haveria de atirar para o chão, deixando o Levezinho continuar em jogo quando este estava completamente isolado em frente da baliza?
Porque é que, quando dão as imagens do levezinho, as aproximam de forma a que quando este estica o pé para pontapear Rossato, não se veja o defesa do Leiria na imagem, nem sequer o pé do lagarto, fazendo pensar que a expulsão é no lance em que se embrulham?

Será para despenalizar o lagartinho para ele jogar contra o Mágico Porto?
É que se o barulho é por causa disso, podem despenalizar à vontade. Com levezinho ou sem ele, vão sair do Dragão com a mula cheia e o resto são cantigas...

4 comentários:

lucho disse...

ALLEZ PORTO ALLEZ, NÓS SOMOS A TUA VOZ, QUEREMOS ESTA VITÓRIA, CONQUISTA-A POR NÓS...

Francisco disse...

Quanto aos mouros salafrários e sem carácter, concordo consigo, Dragão. A partir de agora, o meu desprezo absoluto. Se neste e noutros blogs portistas não lhes dessem qualquer troco, nem bem nem mal, acabariam por estiolar ou morrer na peçonha que vomitam.
É por saber o que o Dragão tão bem testemunha sobre os sacrifícios dos adeptos (vivi muitos e muitos anos essa aventura !)que me insurjo contra erros de má gestão,os dinheiros mal-parados, falta de garra dos jogadores etc. etc. Dir-me-ão que nos outros clubes é a mesma coisa.Quero lá saber. Com o mal dos outros, posso eu bem!!!
VIVA O MEU, O NOSSO F.C. DO PORTO
Francisco

Dragão Maronês disse...

Eu cá não importo nada que o Liedson apanhe só um jogo de suspensão. É que assim vão ao Dragão, levam dois outrês na pá e ficam sem desculpas. O simbolo do Sporting é um leão. Se eu fosse sportinguista, (lagarto, lagarto) haveria de sugerir que o seu simbolo passasse a ser o Calimero. Passam a vida a queixarem-se e fazerem processos de intenção.
Chove em Lisboa?
O culpado é o Pinto da Costa.
Há muito trânsito na 2ªCircular?
O culpado é Pinto da Costa.
Há seca no País?
O culpado é Pinto da Costa.
Enganam-se na estrada para chegarem ao campo do adversário?
O culpado é Pinto da Costa.
Falham um golo de baliza aberta?
O culpado é o Pinto da Costa.
Ora bolas...

Tripeiro disse...

Hoje é dia de decisão.
Temos de entrar em campo com a convicção de que vamos ganhar e mostrar isso ao nosso adversário.
Não podemos esperar pelo erro do Chelsea, mas pelo contrário temos de o fazer errar.
Quero ver um Porto agressivo, com garra e espírito de equipa!!
É pena a lesão do Bosingwa, mas penso que Fucile será o escolhido para o substituir e Cech jogará à esquerda.
Muitos portistas vão estar nas bancadas de Stamford Bridge (3300) e temos portanto todas as condições para passar. Sem esquecer o poderio do Chelsea, que está em vantagem na eliminatória, se jogarmos à Porto...podemos passar!!!

FC Porto: Silencia Stamford Bridge

Um Abraço,
Tripeiro
http://magicoporto.blogs.sapo.pt