terça-feira, 6 de março de 2007

E AGORA?

Agora tenta-se não se perder o campeonato.
Depois, vende-se o Quaresma, o Lucho, o Pepe e o Anderson. Renova-se o contrato com Jesualdo e compra-se jogadores para o banco. Para finalizar, corre-se com o Báia e o Pedro Emanuel.
Ah, e arranja-se uma rameira em Fortaleza...

5 comentários:

Anónimo disse...

E agora?

Vai-se para o estadio assobiar, vende-se uns apitos para apitar e para finalizar corre-se com o Pinto da Costa e vai-se buscar o Luis Filipe Vieira e o Jose Veiga. Para rameiras servem o Azulão, o Dragão e o Francisco.

FCP para sempre

Dragão Maronês disse...

E o Helton que hoje foi um coveiro.
Há dias assim, paciência...
Para o ano há mais. O que é preciso agora é ganhar na Madeira
Viva o Porto!
Dragão Maronês

Anónimo disse...

VIVA O PORTO! SEMPRE!

Pedro Constantino disse...

Nao concebo que haja alguem que se diz portista (pseudo-portista, talvez) que quando o FCP ganha, está tudo bem.. Depois, basta perder um jogo (que seria quase impossivel de ganhar) para vir disparar em tudo e em todos!!

Epa.. que se diga mal de um ou outro jogador de vez em quando, tudo bem... Agora DIZER MAL DO PRESIDENTE PINTO DA COSTA???? DEPOIS DE TUDO O QUE ELE FEZ???? QUESTIONAR A SUA PAIXAO PELO CLUBE????

Simplesmente ridículo...

Bracarense disse...

Ridículo é haver "vacas sagradas" a quem tudo se perdoa pelo seu passado. Expliquem-me como é que ter feito muita coisa bem feita no passado APAGA a merda que se faz no presente. Que parvoíce é essa???
O presidente esteve bem durante muuuitos anos. Certo. Devemos-lhe muuuito daquilo que o FCP é hoje. Certo. Agora anda desaparecido e toma más decisões. É um facto. O facto de andar desaparecido e não defender o clube quando ele precisa deixa de ser verdadeiro porque no passado ele fez grandes coisas? Ou as camionetas de jogadores comprados e vendidos ao desbarato e os tiros ao lado nos treinadores passam a ser bons actos de gestão porque no passado o presidente acertava mais do que falhava? Se achamos que está a trabalhar bem, elogiamos. Se achamos que está a trabalhar mal, chamamos a atenção e criticamos. Incompreensível é elogiar sempre. É típico das ovelhas...