quarta-feira, 7 de março de 2007

Acabou o sonho, ficou o campeonato

E mais uma prova cujo sonho em ir mais longe terminou. Resta o campeonato, a Liga Bwin.

Sobre o jogo de ontem, a minha colherada.

Não gostei, como quase todos, da alteração táctica com a entrada do Ricardo Costa e a saída do Adriano. Mas confesso ter sentido que resultou, talvez porque o Chelsea foi surpreendido e não soube reagir, talvez porque o Chelsea estava em noite não.

O que é facto é que na primeira parte o FC Porto dominou, controlou o jogo e o meio campo e defendia muito para lá dos últimos 30 metros. Lucho, Meireles e Assunção em grande no meio campo, Lisandro e Quaresma quebra-cabeças no ataque. O golo foi excelente e veio trazer mais tranquilidade ao nosso futebol e mais nervosismo aos ingleses.

Na segunda parte, o erro do Helton - que já vem ameaçando fazer uma coisa destas há algumas jornadas, excesso de confiança, digo eu - logo no principio veio precipitar tudo. Se não tivessemos sofrido um golo nos primeiros 15 minutos, tudo poderia ter sido diferente. Infelizmente, a história foi diferente e o 2º golo onde andaram a dar toques de 1ª dentro da nossa área foi apenas o culminar do que se previa.

Falhou o FC Porto esta passagem demonstrando claramente que o Chelsea não é superior ao FC Porto. Teve a sorte do jogo do lado dele - no Dragão com a bola ao poste, ontem com o erro do Helton. Dois lances que decidiram 180 minutos de bom futebol entre duas equipas semelhantes em campo, diferentes outrossim no plano financeiro...

Por último, as substituições. Tirar Meireles foi um erro, perdemos aí o meio-campo. Deveria ter saído o Cech que já não conseguia ajudar a defender e nunca ajudou a atacar. Tambem se esta alteração não fosse feita, outra história poderia ser hoje aqui comentada.

E concordo plenamente com as premissas para um treinador do FC Porto, à FC Porto, e só conheço dois assim neste momento: o Jorge Costa e o Vitor Baia. E aposto que qualquer um deles faria melhor que este...

Domingo, na Madeira, novo teste de fogo à nossa liderança. Vamos ver como reagem os jogadores à eliminação de ontem.



Pavão

4 comentários:

Apre disse...

O Porto perdeu por ter cometido 2 erros defensivos, com o Alves e o Costa a oferecerem o 2º depois do peru do Helton.

Anónimo disse...

É muito redutor acusar A ou B pela derrota, quer seja pelo frango, quer seja, pelo penalti que não marcou. Ganham todos e perdem todos. Preocupa-me é não encontrar um fio de jogo na equipa, que para mim, está no sistema utilizado do 4x3x3(perdoe-me a insistência neste tema). Simplesmente não funciona...

lucho disse...

Gostaria de contar com a vossa opinião no meu blog à previsão que faço dos riscos enormes que o FCP incorre no jogo de domingo face à nomeação do lampião joão ferreira. Não duvidem do que lá escrevo.
blog do lucho:
http://sergiopmgomes.blogspot.com/

Tripeiro com orgulho disse...

Estive em Londres e, pelo que me apercebi, os pasquins portugueses ( o jogo incluido ), não deram relevo ao facto da equipa que "não tem adeptos" ter levado cerca de 3500 almas a Stamford Bridge.
Os jornais Ingleses de ontem davam grande relevo aos adeptos Portugueses e principalmente à falta de sorte da nossa equipa.
E quando falam em patriotismo, posso dizer que durante a tarde de 3ª feira recebi muito apoio dos adeptos dos outros clubes de Londres e não só. Sempre que passavam só diziam " you must beat them, good luck".
Estive com Soares Franco à entrada do estádio e gostei da pessoa em si, afável e muito simpático.
Meus caros, paciencia, fizemos o que podiamos. Quando do sorteio lembro que os prognósticos dos entendidos do futebol apontavam para duas derrotas e, se calhar, por muitos...afinal estivemos perto do Olimpo!

Saudações Azuis!