terça-feira, 20 de fevereiro de 2007

Vai uma partida de Bridge?

Pois é, quase estive para não escrever este post, por causa de uma partida de bridge que tinha aprazada... Mas achei que o joguito, na minha lista de prioridades estava depois do blog!

Já o mesmo parece que não pensou o Presidente do Conselho de Justiça da Federação que em vez de ouvir a leitura da proposta de acordão sobre o "Caso Quaresma" terá preferido adiar a mesma para data oportuna (para ele, que a (in)justiça aqui é secundária) de molde a não interferir com a jogatana de sexta à tarde...

Aliás, só isso já diz tudo sobre a nossa justiça: juizes que à sexta à tarde vão jogar bridge, que se revoltam por as férias juduciais deixarem de ser de 2 ou 3 ou lá quantos meses por ano eram... É claro que estas coisas não vão ser investigadas... A PGA MJM sobre isto nada terá a dizer nem, provavelmente, achará estranho tal comportamento! Quem sabe se a jogatana não a incluiria a ela também num dos cantos da mesa de bridge...

Está visto, que como a tarja dizia, este ano será "contra tudo e contra todos"... Para além dos 11 adversários, dos 4 juízes, do Conselho de Disciplina da Liga, também agora o Conselho de Justiça da Federação e até a própria Justiça com a PGA MJM à cabeça! Se ganharmos este ano, será muito mais que um milagre, será uma prova de fé e crença em forças superiores... que só os verdadeiros Dragões podem superar!

Pavão

3 comentários:

Alvaro disse...

Já ninguém duvida que a Morgadinha é apenas um ponta-de-lança da segunda circular na luta contra o FC Porto!

Mas se todos nós, portistas, continuarmos unidos podem vir as Morgadinhas que vierem que não têm direito a nada. O problema é que, infelizmente, a união depende muito dos resultados...

Pedro C. disse...

Cambada de filhos da mae, essa corja que aí anda... Metem nojo!!!
Bridge so conheço o lateral esquerdo do Chelsea e amanha o QUARESMA vai fazer dele gato sapato para calar esses cabrestos todos!!!

(já se está mesmo a ver o trocadilho aí nos jornais)

FORÇA PORTO

Anónimo disse...

Só num país de mentecaptos onde a justiça sofre tratos de polé é que se vê esta perseguição nojenta e mafiosa a um clube que devia ser orgulho de todos nós.
E nada mudará enquanto estivermos submetidos a este poder abjecto da capital. Pelo contrário. Com os serventuários que pululam em todos os domínios,da política à economia,da comunicação social ao desporto, cada vez seremos mais pobres e menos influentes. Como devem estar contentes os Ruis Rios,as Lauras Rodrigues e todos aqueles que tudo têm feito para ajudar a esta derrocada!
Portistas,sem pretender alarmes,desconfio que novas campanhas se avizinham! Isto das contra-OPAS é mais um dado!
Esperem para ver!
Francisco