sexta-feira, 9 de fevereiro de 2007

OS DROGADOS

Os paladinos da verdade desportiva (e da reabilitação de meretrizes) acabam de nos presentear com mais um exemplo daquilo que entendem por esse conceito tão bonito.
Depois de Nandrolona Assis, agora António "careca" Tavares, jogador de basquetebol, acaba de ser apanhado nas malhas do doping. Se no primeiro caso se tratou duma deficiência no organismo do jogador, potenciada por uma perseguição política do CNAD, desta vez estamos perante um erro médico. Na verdade, segundo versão credível e, por isso, inquestionável dos bons chefes de família, o médico da agremiação receitou um medicamento contra a queda de cabelo ao jogador. Tal medicamento contém uma substância proibida, coisa que o médico, obviamente, desconhecia e não tinha obrigação de conhecer. Por mim, estou esclarecido. Assunto encerrado. Continuem lá a pugnar por tão nobres princípios. Fico é curioso e à espera que um jogador de andebol seja apanhado com uma substância provocada por um spray contra o chulé.

5 comentários:

Deko disse...

A Associação Nacional de Farmácias que emitiu um comunicar a garantir que a 'instituição' não é sua associada. Mas alguém acredita nisso ?!

Lanço aqui o repto para que a primeira SALA DE CHUTO em Portugal possa ser contruida na freguesia de benfica em Lisboa. Mesmo em frente ao C.C. Colombo...

Tripeiro disse...

E o benfas fora da Taça...LOL

Um Abraço,
Tripeiro
http://magicoporto.blogs.sapo.pt

Corrupto_andrade disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
O Dragao disse...

Ouve lá, vai falar assim pra longe, ó palhaço!!!
Seu roto do caralho, não vens aqui falar do Porto palahço de merda?
Põe-te a andar. Enquanto estiveres a jeito, arrumo-te com os comentários todos... Vai buscar uns baldes de areia à Póvoa, roto...

Anónimo disse...

Enganaste-te afinal foi do râguebi
Deve ser a maior sala de chuto da europa