domingo, 25 de fevereiro de 2007

Marreta(da)

Marretada merece levar o Beira-Mar hoje à noite, clube vendido aos espanhóis e ao serviço de S.Majestade El-Rei D. Juan Carlos!

Marretada merece levar este futebol português cuja justiça é cega - não no sentido de que deve ser isenta, mas no sentido que só vê aquilo que quer ver, sejam agressões, sejam penaltis... Nas últimas 3 jornadas vimos o nosso principal jogador cumprir pena de suspensão em duas por alegada agressão cujo recursso, apesar da pena cumprida, ainda não foi analisado e vimos pelo menos 3 penáltis roubados de forma clara, ao não serem assinalados e a respectiva penalização disciplinar ser mostrada ao infractor. Ainda estou para ver o que se vai passar hoje (será que à terceira é de vez?) e aquilo que o Conselho de Justiça vai decidir quanto ao recurso interposto pelo Quaresma.

Marreta é o espanhol mediano como jogador e que nunca treinou na vida que vem dizer, IMPUNEMENTE, que só à marretada se trava Quaresma! Qual é a mensagem, nada subliminar, que está a transmitir? Quem assistiu ao último jogo da Liga dos Campeões viu a forma como Diarra travou diversas vezes o Quaresma. E a violenta entrada do Essien. De facto, esses usaram a força bruta. Com a complacência do árbitro diversas vezes, verdade seja ela também dita! Com toda esta situação do apito dourado a condicionar os árbitros, com o pedido expresso do coño do gallego para travar o Quaresma, pergunto-me se a alteração que o (às vezes) marreta do nosso treinador deveria fazer não seria começar com o Quaresma no banco?!

Enfim, espero que o FC Porto ganhe hoje, nem que seja à marretada - que é para os nossos adversários e em particular os nossos inimigos provarem do veneno que andam a cuspir para o ar.

Pavão

3 comentários:

António disse...

Xenófabo!

António disse...

Xenófobo, digo :>

Anónimo disse...

Não é xenófobo, é descendente de D. Afonso Henriques... Aos espanhóis, bater-bater! Sempre...