terça-feira, 6 de fevereiro de 2007

7 oportunidades de tiro?

Li no pasquim Rasca uma estatística que me intriga. Como é possivel que o ponta de lança do FC Porto nos últimos 3 jogos tenha tido apenas 7 oprtunidades de rematar à baliza adversária. Gostaria de ter mais algumas estatísticas, como nº de fora de jogo ou de faltas cometidas por ele no ataque, para perceber quantas vezes esteve ele em jogo nos últimos 270 minutos.

É que o problema do Postiga não marcar neste momento, para além da tradicional capacidade de falhar golos de baliza aberta que lhe é reconhecida, é um problema de produção da equipa e do meio campo, em particular.

O tandem Lucho-Meireles que tão bons resultados deu na maior parte da época pós-lesão de Anderson está, neste momento, em baixa. Lucho ainda está pisca-pisca. Meireles está em baixa rotação.

Se lhe juntarmos a falta da criatividade do Quaresma, é mau.

Se lhe juntarmos a falta da segurança do Pepe, é pior ainda.

Mas de facto, o que é grave é que o motor do jogo, o meio campo, anda a falhar mesmo com o Quaresma em campo. E enquanto assim for, não há bons augurios no horizonte.

Temos 15 dias para afinar e lubrificar o motor, de forma a embalar novamente para uma potência a que nos habituou a render e que permitia, pelo menos internamente, ganhar e dominar com relativa facilidade.

1 comentário:

Carlos Tavares disse...

Olha, então agora há censura? Não vos agueiteis com um piada ou outra?

Então eu vou repetir. Tenham calam, que vão acumular potência agora nos jogos com o Bidoeirense para a Taça e logo a seguir com o Chelsea!