quarta-feira, 23 de novembro de 2005

QUEM ESCREVEU O POST ANTERIOR FUI EU, O DRAGÃO

não o PAVÃO, NEM O AZULÃO. Não confundir.

5 comentários:

dragaovenenoso disse...

Não vi o jogo de hoje, infelizmente, por motivos profissionais. Ouvi parte do relato e principalmente as mudanças no início da 2ª parte. Continuo sem perceber como este treinador fatela põe de início o Jorginho, que ainda não fez a PONTA DE UM CORNO! É para o vender no defeso ?! Não contente com a situação tira um CENTRAL (só o mais experiente, mas até entendo que tenha mantido o mais rápido em campo) e põe outro ponta de lança - correcto - mas não tira a nulidade do Jorginho. Depois apanha-se a ganhar e faz a mesma m... do Milão. Tira o Diego que pode segurar a bola e ganhar domínio no meio campo e põe o tamanco do Bruno Alves. Porra!! Digam lá se este gajo é ou náo BURRO. Carago, tira ao intervalo a nulidade que lá estava e colocava o ponta de lança. Quando o Porto marcasse já tinha dois centrais em campo, podia refrescar o meio campo e continuar a controlar o jogo. É BURRO, BURRO e mais BURRO. Enterra-se a si próprio. Mas acho que TEM de ficar até final da época para mostrar o que vale a TODOS os adeptos do FCPorto.

dragaovenenoso disse...

Considero este fulano um treinadorzito para ganhar o campeonato, pois tem a melhor equipa em termos individuais, mas para competições europeias é uma NULIDADE completa. Foi pena não ter ido para o Rangers ou para o outro que o Morcão disse ontem. Grrrrrr...

dragaovenenoso disse...

É isto que me lixa! Eu fico danado, frustrado, triste - assim como todos os portistas - e o panão vem para a conferência de imprensa dizer que na única oportunidade que tiveram marcaram... é um azar do caraças e só acontece nas equipas dele... acnteceu com os Lampiões, acontecu com o Artmedia, aconteceu com o Milão, aconteceu na preparação da época... deve ser dos jogadores, só pode, não é? Atacar à tolinho não me parece grande tática, como se tem visto. Para consumo interno serve, mas para externo não.

Uma coisa eu garanto, o gajo deve ter ido para a sua casinha, ser confortado para mulher/namorada/ou lá o que é, e vai dormir sossegadinho. Tinhoso.

Raul disse...

Em primeiro lugar quero dizer ao Dragão que estou plenamente de acordo consigo, repito plenamente. Todos têm direito a liberdade de expressão, e não são nem mais nem menos portistas que os outros.
Eu sou sócio, tenho lugar anual e vou ver os jogos todos, apoio quando devo apoiar e também apupo quando acho que o devo fazer, porque acho que quem é portista só se contenta com o máximo, e o máximo é ganhar tudo. Só com criticas ao que está mal é que se atinge o auge, mas para isso também é preciso que elas sejam aceitas, porque quem é casmurro e torrão não consegue aprender, e assim nunca será melhor, e isto é exactamente aquilo que eu penso do treinador.
Eu até posso aceitar em estar 2 ou 3 anos sem ganhar nada, mas que isso seja assumido publicamente pela direcção. Que nos digam que a equipa é jovem, que está em fase de aprendizagem, e que vai manter a equipa, colmatar algumas lacunas, e que daqui a 2 ou 3 anos iremos lutar para ganhar tudo, então aí todos teremos de apoiar e esperar que seja atingida a necessária maturidade, mas mesmo assim todos podem expressar a sua opinião e fazer as criticas que acharem construtivas.

Em segundo, e como estou a escrever já depois do jogo com o Rangers, e como sou critico do que está mal porque quero que o meu clube ganhe sempre e com qualidade, e como não consigo disfarçar a minha revolta, peço que me desculpem certas palavras.

Como tenho escrito desde a pré época, a minha opinião é que temos o pior treinador do mundo.

Não é que o grandessíssimo cabrão tem que inventar todos os jogos. A precisar de ganhar, e após um bom jogo frente a Académica, joga sem ponta de lança. Volta a insistir no craque Jorginho que não joga uma piça e não consegue sequer substitui-lo, como no entender do treinador, o Ibson jogou mal contra a Académica, resolveu mete-lo no banco, e como se não bastasse numa atitude desesperada tira o único central em condições em campo para meter o ponta de lança que deveria jogar de início. Após ter feito golo e estarmos a ganhar, o treinador adversário porque tem olhos na cara fez as alterações que achava que devia (e bem), alterou o seu sistema táctico para 4-4-2 para ganhar o meio campo e reforçar o ataque. O nosso como não tem olhos na cara e não percebe um corno de futebol não consegui ver nada do que toda a gente no estádio estava a ver, ou seja que estávamos a perder completamente o meio campo, e que deveria tirar o Jorginho e meter o Ibson para reforçar o mesmo meio campo. Já depois do empate e quando podia fazer mais uma substituição manda avançar Bruno Alves quando tinha McCarty no banco. Enfim mau demais para ser verdade, e para que alguém possa apoiar este tipo de decisões. Como se não bastasse o senhor que se diz treinador de futebol vai para a conferencia de imprensa dizer que a culpa é da juventude dos centrais, quando foi o mesmo que abdicou literalmente do único central experiente que ele convocou, será que a culpa é sempre de um ou de outro jogador, ou da juventude da equipa. Será que a culpa nunca é deste senhor que se diz treinador de futebol, será que custa assim tanto dizer a culpa é minha, eu errei, saber reconhecer os erros é uma grande virtude senhor Adrianse.

Por muito que o possam defender, ninguém me tira da ideia que este é a par de Octávio Machado o pior treinador que algum dia passou pelo nosso clube.

Por muito que o defendam, ninguém, mas ninguém vai fazer calar a minha revolta em relação a este senhor.

Para que conste, para apoiar, e principalmente para criticar deve-se sempre dar a cara, porque de forma anónima é simplesmente COBARDIA.

Saudações Portistas

dragaovenenoso disse...

Este fulano como já tenho dito é um fraco. É fraco porque não assume as derrotas e passa a batata quente para os jogadores. Cá em Portugal temos treinadores melhores do que ele na 2ª divisão. Ele TEM que sair, mas terá de ser por própria iniciativa, nunca por despedimento. Só se a SAD conseguir provar que ele é incompetente e o despedir por justa causa e com direito a indemnizaçõa do FCPorto por danos causados ao clube ($$ perdido, prestígio internacional, etc).