terça-feira, 1 de novembro de 2005

Há coisas que me deixam apreensivo

Neste momento as coisas já não estão iguais no Reino do Dragão.
A filosofia já não parece ser a mesma e a escolha dos jogadores continua a deixar muito a desejar.
Neste momento vemos que o Mágico Porto já não joga o futebol brilhante e acutilante do início da época, fruto da inversão do tipo de jogo.
Não se percebe como Jorginho mantém o seu lugar na equipa. O treinador insiste com ele, quer à direita, ao meio ou na esquerda, como se fosse um jogador fundamental na equipa e que, face aos jogos de arrastão que tem feito, não o tem sido.
Diego, mesmo nos jogos em que estava a ser o melhor em campo, foi sempre recompensado com uma substituição.
Alan, sempre que joga de início, nunca faz nada que se veja e o Mágico Porto nunca ganha.
Ibson, que grandes jogos tinha feito no início da época (com o seu apogeu no jogo de Braga) agora nem convocado é, sendo certo que no jogo contra o Setúbal se notou a sua ausência e a do Diego. Um deles teria de jogar.
E quando vejo a equipa provável para logo, não auguro grande coisa.
Continua a manter Jorginho na equipa. Vai meter o Mc, em detrimento do Hugo Almeida, que muito mais faz durante o jogo que o Benni em meia hora.
O único motivo de gaúdio, será o regresso Lisandro Lopez. Um jogador que me enche as medidas, qual Derlei em versão Argentina.
Mas vamos esperar. De todo o modo acredito num bom resultado, como sempre acredito quando o Porto joga.
Agora que há coisas mais que evidentes que me deixam apreensivo, lá isso há...

3 comentários:

Raul disse...

Para quem defendia o treinador com unhas e dentes....
Para mim este treinador num futuro proximo não terá o minimo de condições para ser treinador do nosso clube. Arranja polémicas com todos os jogadores, senão vejamos, Jorge Costa, McCarty, Postiga, Diego, Ibson, Baía, Raul Meireles. Acusa os jogadores um a um, enfim treinadores assim não tem condições para manter um grupo unido. Para mim temos este momento talvez o pior treinador do mundo, e que com esta equipa Couceiro brincava, mas quem tem que ter vergonha é o nosso presidente, pois este é o seu treinador.

Dragão maronês disse...

Pois é lá se foram mais 3 pontos na Champions League, mas isso até se aceita.
O problema não está em perder em S.Ciro. O problema foi perder com o Glasgow Rangers e sobretudo perder com o "Artemerda" em casa. Este sargento que treina a não tem um rumo.Não sabe muito bem para onde vai. Agora até parecemos o Benfica onde qualquer jogador com uma semana de antiguidade é capitão de equipa.
O Lucho Gonzalez pode ser muito bom jogador e é. Mas capitão de equipa???
Não há dúvida que os bons principios, no Porto, estão a perder-se e a culpa não é só do sargento Co.
Saudações Portistas

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.