terça-feira, 2 de março de 2010

Pensar 2011

Depois do esboroar do sonho, uma atenção à nova realidade que se nos depara.

Apesar de não ser impossível ir à LCE, a próxima época internacional deverá ser na 2º liga europeia, a Liga Europa. Eu sei que faltam 9 jornadas e que os encornados ainda jogam contra nós, contra os lagartos e contra o Braga, mas mesmo assim não me acredito que um dos dois primeiros perca uns 10 pontos até ao final da época (porque nós ainda vamos perder mais alguns se mantivermos a média).

Portanto, primeira conclusão, tem de haver um aperto de cinto nos gastos, nas despesas, visto as receitas irem diminuir drasticamente. E se a estrutura de custos mostra que os ordenados é o que mais nos faz gastar e não podendo ter um plantel mais pequeno, implicará de imediato a saída de alguns dos jogadores com vencimentos mais altos - Bruno Alves, Rodriguez, Hulk, Meireles. O que será natural, porque para além da já habitual venda de 2 ou 3 jogadores de topo todos os anos - veja-se o que traduziu nos custos a venda de Lucho e Lisandro, dois dos mais bem pagos, diminuindo em mais de 10% o gasto em ordenados - e isso também trará receitas para a preparação da próxima época de forma a retocar o plantel.

Depois há uma questão que é importante pensar e que, para mim, os primeiros sinais são negativos, ao ver os jornais de hoje. É que investimos muito naquele projecto de formação (Visão 611) e ainda nenhum desses jogadores chegou ao plantel principal, havendo alguns com potencial no mínimo similar ao dos estrangeiros. Ou então desatar a comprar estrangeiros outra vez, como se anuncia hoje em jornais (um argentino no Brasil e um turco).

Outra questão fundamental a pensar já é o treinador. E o que fazer com o Jesualdo que tem mais um ano de contrato. Porque era importante envolver o novo técnico na planificação da nova época, quem sai do plantel, quem fica, quais os emprestados que regressam, quais os sectores mais débeis a reforçar.

Parece-me claro que é necessário começar um novo ciclo no FC Porto, para nos trazer mais anos de vitórias. Confio no instinto do Presidente que já o fez várias vezes com sucesso, apesar de ser cada vez mais difícil fazer isso.

Na minha modesta opinião, que vale o que vale, do actual plantel eu mantinha os seguintes jogadores: Beto e Nuno. Fucile, Nuno Lopes, Álvaro Pereira, Maicon, Rolando, NAC. Fernando, Rubén, Belluschi. Falcão, Orlando Sá, Varela, Rodriguez.
Significando isto que os restantes seriam dispensados por não servirem ou para financiarem a época. Dos "vendáveis" eu apenas segurava o Rodriguez, acho que ele ainda pode render mais financeiramente e desportivamente. O Hulk hesitei entre vender ou manter, mas se houver boa proposta, julgo que seria de vender.
Sairiam então o Helton, Bruno Alves, Guarin, Valeri, Tomás Costa, Meireles, Mariano, Farias e Hulk. Há jovens emprestados que acho terem qualidade para poderem se afirmar no plantel, nomeadamente o Castro,o Diogo Viana e o Bruno Gama, eventualmente o Tengarrinha e Rabiola. Mas tambem há juniores que já se mostraram e que poderiam ser uma aposta. E apenas iria recorrer a mercado externo para casos pontuais onde não houvesse certeza que o produto da formação não seja similar ao contratado. Ou alguém tem duvidas que o Castro, o Paulo Machado, o Bruno Gama não são capazes de fazer o mesmo que o Guarin, o Valeri ou o Mariano, por exemplo?...

Sobre o treinador, continuo a achar que o Domingos está no ponto para pegar na equipa. Mostra bons recursos no banco, inteligência, capacidade de aproveitamento do plantel excelente. E é portista dos sete costados, que apesar de concentrado no trabalho do Braga e na luta pelo titulo, deve estar a sofrer como qualquer um de nós com esta época mais fraca que estamos a protagonizar.

Comecemos, pois, a pensar 2011. Porque em Junho do próximo ano quero festejar o titulo de campeão nacional outra vez. E voltar a jogar na LCE. E para isso o trabalho começou ontem!

8 comentários:

Gustavo disse...

Primeiro fiko admirado pela tua falta de "tacto" em relação a esta época que ainda decorre,é que ao fim ao cabo,vendo bem as coisas,ainda estamos em TODAS as frentes,apesar do campeonato sim,ter ficado mais complicado.Estamos nos oitavos da Champions,e vamos para a 2ªmão com um golo de vantagem sobre o Arsenal;estamos na Final da Taça da Bejeca,onde a vontade de ganhar penso que ainda será maior dado ser contra os lamps;estamos na Meia Final da Taça de Portugal com reais possibilidades de a vencer,dado as equipas presentes na prova serem -teoricamente- equipas ao nosso alcance;estamos MATEMATICAMENTE ainda na luta pelo campeonato,e meu amigo,nunca fomos um clube de atirar a toalha ao chão.
Segundo também fiko admirado não mencionares um jogador nosso como o Ukra,que simplesmente é o jogador emprestado que mais cartas tem dado,e que aliás já devia ter regressado ao plantel em janeiro,e que axo k encaixaria como uma "luva" na equipa.
Terceiro -e aqui não fico admirado- concordo contigo em grande parte do post,tanto na questão de como é que deve ser gerido o plantel para a proxima epoca,como na questão do treinador,nao sei se será Domingos ou Villas-Boas,mas espero k venha um treinador com tomates e k n invente,como o Jesualdo.
Saudações Portistas.Força.

Anónimo disse...

Não havendo as receitas da UCL ,o contentor de jogadores teria de ser reduzido drasticamente ,contratando unicamente um avançado jovem de créditos firmados,sendo que as dispensas de Guarin,Mariano,Farias entre outros seria recorrida aos jogadores do famigerado Visão611.
Em modo de brincadeira também daria jeito competir no "tunebol" com uns ARDs acabadinhos de sair de Custoías ....
Na escolha do novo Presidente da Liga e do CD da liga ,o clube deveria ter uma posição de força para não ser "comido" por andrade.

Anónimo disse...

Penso que o Bruno Gama ja nao pertence aos quadros do mÁior. E ainda temos Candeias, Bura, Andre Pinto, Pele, Diogo Viana, Rabiola... Em vez de termos tantos (maus) estrangeiros, podiamos ter estes jovens a adquirir a Mística que nos identifica e distingue. Cumprimentos desPortistas.

tiago disse...

http://desporto.publico.pt/noticia.aspx?id=1425402

Dragão do minho disse...

Concordo inteiramente com o conteúdo do post. E depois da humilhação que foi o empate com o Olhanense... Não consigo compreender porque é que o treinador continua a postar em jogadores como o Mariano. Aliás, Mariano, Valeri, Prediger, Tomás Costa e mesmo Bellushi, são jogadores vulgares, de qualidade inferior a tantos outros que temos emprestados. Na verdade acho que temos que dar mais crédito aos olheiros dos lampiões para podermos apanhar mais jogadores do tipo do Falcao.

Petição disse...

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/

dragaovenenoso disse...

É recomeçar a fazer uma equipa portuguesa e não sul-americana.
Esses são sempre bem vindos quando de qualidade indiscutível. Dos que cá estão, vários têm bilhete de saída para a próxima época. Uma equipa com metade do plantel a falar espanhol não é coisa boa.

Já agora, gostava de comentar o castigo a um dos maiores trauliteiros deste campeonato, o javi garcia: parabéns mais uma vez ao presidente das gaivotas que soube manipular os dirigentes que tem dentro das estruturas que tomam decisões na liga. Conseguiu meter o gajo como castigado em jogos de merda. Se fosse com o Porto aposto que os castigos caíriam na fase de jogos com os lampiões. Já sabemos isso de gingeira. Neste aspecto, o orelhas trabalhou *bem* ao colocar em primeiro lugar gente da sua confiança para decidir situações duvidosas na secretaria e ao apostar em grande este ano no que respeita a jogadores - que podia não ter dado em nada. Também sabe que a agremiação é protegida pelo estado, portanto pode dever milhões e milhões e nunca será castigada. Ele bem disse que o PC já era história...vão mantendo o nosso presidente calado com castigos sucessivos. Veremos no ano que vem, pois este está arrumado. Quanto às competições em que ainda se pode ganhar alguma coisa, pelo que vi no Sábado, ou a atitude muda completamente ou então levamos uma coça contra o Arsenal. Não sei como o JF os vai motivar e principalmente colocar no campo, pois como as coisas correm mal a tendência é para experimentar o que costuma resultar mal. Nas outras competições menores, ainda poderemos ganhar alguma coisa, se houver motivação e interesse. Se por exemplo colocasse as notícias dos jornais no balneário, com as capilotas que apanharam nos últimos tempos, poderia ser que os motivasse a evitar esses resultados.


Resumindo, é natural que de vez em quando o FCPorto falhe completamente nas contratações e não consiga ser campeão. Desde que recupere. Não se pode é contar com nada porque está tudo minado na FPF, liga, etc. Os vermelhos controlam tudo. Aliás, este é um sintoma comum neste país. O importante é a capital viver em grande, o resto que se fodam todos.

Anónimo disse...

o Porto gosta de comprar jogadores inflacionados... ou pensam que os jogadores que eram pra ir para o Benfica (Falcão, Prediger, A.Pereira entre outros no passado) escolheram o FCP só pela cor das camisolas?

É claro que o FCP teve de subir a parada que os lampioes ofereciam...

Depois esbanjamos os €

Mário FCP