sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Preocupante

A novela em redor do Lisandro não está, felizmente, a ter repercurssão em campo e no rendimento dele.

Mas para os adeptos começa a ser preocupante o notório divórcio entre o clube e o empresário e, como já vimos anteriormente, sempre que tal sucedeu, acabamos por perder o jogador, por muitos proveitos financeiros que tal possa gerar futuramente (ver casos Feher e Paulo Assunção) porque desportivamente a saída de Licha é um desastre, como é evidente.

Por isso, espero que a administração da SAD saiba gerir com maior destreza e delicadeza o processo deste activo - um dos mais valiosos financeiramente e talvez o mais valioso desportivamente, a par com o Lucho - e mantenha o Lisandro por cá durante mais algum tempo.

Mas, pressentimento meu e espero estar errado, desconfio que em Janeiro o Lisandro muda de ares...

7 comentários:

Luis de Raziell disse...

Sou adepto do glorioso Futebol Clube do Porto e um grande admirador do seu Presidente - Jorge Nuno Pinto da Costa.
Tenho um blogue, que recentemente editei, onde me refiro (entre outras questões) a essa singular personalidade do desporto Nacional. Tenho lá bonitas imagens mas ainda penso publicar muitas mais - E fazer outras curiosas revelações - Não só em relação ao passado como quanto ao futuro:http://videnciasdavidaedamorte.blogspot.com/

Deko disse...

Realmente a saida do Feher foi uma perda irreparável...
Não tens noção do ridiculo ?!

Achas então o FCP devia dar ao Lisandro o mesmo que dá ao C.Rodriguez e ao Lucho?!?!
Pois, e depois na semana seguinte vem o Lisandro dizer que o Ronaldinho, o Messi, o CR7 e o Kaka ganham mais que ele, o que não é justo,bla,bla,bla...
Isto para não falar no Fernando que começa a ter influência na equipa e não quer continuar a ser dos mais mal pagos...
...E logo depois o Washington a dizer que os arbitros não gostam do filho e o melhor é emigrar (ou aumentar-lhe o contrato)
(...)

O Lisandro não assinou o contrato de livre vontade ?!
... Então que o cumpra!!

De uma vez por todas, metam nessa vossa cabecinha:

O FCP NÃO DEPENDE DO JOGADOR A,B ou C, nem tão pouco das suas variações de humor.

SOMOS MUITOS MAIS QUE ISSO !!

O Dragao disse...

"!O Lisandro não assinou o contrato de livre vontade ?!... Então que o cumpra!!!"

Meu caro Deko, estou perfeitamente de acordo com o que diz. Como aqui já tenho escrito, os jogadores também não pedem para baixar o salário quando jogam mal ou não jogam nada.
Como tal que o cumpra.
Mas encontro é um senão: Porque se abriu um precedente deste tipo com o Lucho? É que o problema está nesta facto e não noutro.

No entanto, concordo com a sua afirmação. Mais, já o escrevi aqui vezes sem conta.

Tribunal daz'Antas disse...

"Deko" e "O Dragão", estou de acordo convosco..

Se quisermos levar a questão, em termos de comparações salarias, acho que o Lisandro merecia ser um dos mais bem pagos, a par do Lucho e do R.Meireles, e atrás do Bruno Alves..Mas......

O Nosso Porto, não pode ceder a pressões de jogadores e empresários comissionistas; esses sim, são comissionistas..Aos Administradores da Sad, Vocês (e por exemplo, os famosos "GDI"), não se cansam de chamar comissionistas, e agora, vêm apoiar indirectamente, os (empresários) que vivem disso mesmo..Ridículo!!!

O Lisandro não tem nada que andar preocupado, com o que ganham os outros, por exemplo, o Rodriguez..
Pessoalmente, estou 100% de acordo com o investimento neste exemplo..
Ele ainda não o justificou, mas há-de sem dúvida, fazê-lo..
Adorei a facada aos mouros, considerei (e continuo a manter a minha opinião) magnífica..

P.S. O jogo do5 mouro5 foi 5 e5trela5..Obrigado Olympiako5..

Pavão disse...

Apesar do que possam entender do que escrevi, o FCP vive num mundo de empresários que vivem de transferências e, claro como os 5-1 de ontem, o do Lisandro está a procurar rentabilizar o jogador enquanto este está na mó de cima. O FCP só tem 2 opções, ou joga o jogo do empresário, não numa cedência pura e dura - até porque foi o FCP quem ofereceu primeiro uma melhoria salaial - ou não joga e vai perder o jogador. Como diz o comentário n'O Jogo hoje, é uma questão de avaliar se o prejuizo maior é aumentar o ordenado ou perder o jogador.

Por mim, claramente que o Lisandro acabava a carreira no FCP. É um jogador "à Porto", antes quebrar que torcer, lutador, nunca desiste, um guerreiro em campo, um dragão. Prefiro gastar nele um pouco mais que gastar uns milhões num novo jogador que não sei o que vale nem sei se se vai integrar. Pergunto eu: os 4 milhões de euros que custou o Farias não eram mais bem gastos em 4 anos a dar mais 100 mil euros mês ao Lisandro (no futebol é costume pagar 10 ordenados...) e usar o Adriano como alternativa pois já estava no plantel? E tinha-se poupado na comissão de compra do Farias...

Sobre a noção do ridiculo no caso Feher, quem não a teve foi o PdC que perdeu o jogador por estupidez se te lembrares do processo e da zanga deste com o filho, independentemente do valor futebolistico do mesmo. O nome do Feher foi apenas citado para se perceber que com regularidade uma empresa (a SAD) gasta dinheiro a contratar funcionários e não os rentabiliza no local de trabalho e no momento de os ceder a outras empresas, por vezes perde dinheiro - e o objectivo principal de um clube não deveria apenas ser o de realizar dinheiro com um jogador na sua venda, deveria ser realizar dinheiro com a utilização dele!

Mas são conceitos de gestão diferentes. Os da SAD, como se prova no cada vez maior endividamento, não são os melhores do ponto de vista financeiro e do ponto de vista desportivo, apesar de conseguirmos vitórias, o sucesso tem sido cada vez mais questionado - não por nós, mas pelos nossos adversários em campo. Os meus (e de muitos outros) poderão ser errados também, mas até serem testados, carecem de prova...

Por último, perguntas se o Licha deveria ganhar tanto como o Lucho e o Cebola. Resposta clara: devia ganhar mais que o Cebola e o mesmo que o Lucho. O Cebola ainda tem muito a provar, no futebol, em Portugal e no FCP. O Lisandro é um dos esteios e referências da nossa equipa, tal como o Lucho. E se não vês isso, então andas iludido em relação a muita coisa.

Sobre o FCP não ceder a empresários, Dragão, o problema para mim não está na renegociação de contratos, onde o empresário pouco ganha com isso - uma comissão sobre o ordenado do jogador - pois o objectivo do empresário aqui é transferir o jogador, pelo que o importante é satisfazer o jogador de forma a que não se queira transferir. Pelo menos, é como eu vejo a coisa.

Luis de Raziell disse...

Ainda bem que o FCP perdeu o o Feher - O seu destino era aquele - Já viram o trauma que era para os jogadores e portistas verem morrer um dos seus em pleno relvado? - Foi um infortúnio para o malogrado desportista mas uma benesse para o Porto - Quanto ao Lisandro, penso que ele já sabe para onde quer ir e quem o quer contratar

Vidente Vara de Deus

dragaovenenoso disse...

Preocupante mesmo foi a cacetada que o Fernando apanhou hoje e que o deixou manco. O Hulk fartou-se de levar murros dissimulados. E o resto do filme já conhecemos.

Parece que este ano o objectivo é encostar os nossos jogadores com lesões.