domingo, 10 de setembro de 2006

TRIGO LIMPO, FARINHA AMPARO

Cresci a ouvir esta expressão e penso que se aplica ao jogo de sentido único a que assistimos hoje. Toda a gente sentiu que, mais cedo ou mais tarde, a fruta haveria de cair de podre. Confesso que não gosto muito dessa atitude, porque roça a displicência. Se o 1º golo tardasse mais um pouco, de repente o que foi muito fácil podia tornar-se perigoso. De qualquer forma, é apenas o 2º jogo. Espero que a atitude dominadora se mantenha, mas aliada a mais pressão e corrida.
De realçar, pela positiva um golaço de Raul Meireles. Se vestisse de verde e branco, há muito que estaria na selecção. Assim... De resto, para além de Anderson que de novo carregou a equipa às costas com detalhes de pura classe, gostei muito do Bosingwa. Não escondo que gosto muito de o ver jogar, ao contrário de outros. É irrepreensível tacticamente, tem pulmão que nunca mais acaba e sabe atacar, parecendo por vezes um extremo. A única pecha são os cruzamentos. Para mim, faz todo o sentido o rótulo de inegociável que o Presidente lhe colocou. De resto, Lucho a subir claramente de forma. Com Anderson ao lado, temos uma das melhores duplas da Europa.
Os destaques, pela megativa: Tarik Sektioui. Podem achar que é perseguição. Não é. Este não engana ninguém, nem a si próprio. A unifinta não lhe saíu, os cruzamentos foram disparatados, não tem sentido de colocação porque só sabe (mal) jogar com bola. Isto leva-me ao outro ponto negativo. Já não entendi algumas opções do Mister na 1ª jornada, agora muito menos. Do tridente ofensivo na 1ª parte, Lisandro foi claramente o melhor. Porque foi substituído então, em vez do marroquino?
Atenção, não estou já a malhar no treinador. Tenho perfeitamente consciência que ele não viu a pré-temporada do clube como nós. É natural que tenha outras ideias e algumas dúvidas. Acredito que ele rectificará o necessário depois de algum tempo. Como o fará no caso do Bruno Alves, que só não asneirou o que costuma face à total ausência de perigo que o adversário causou. Mais importante ainda, tenho a certeza absuluta que é muito melhor treinador do que aquela coisa indescritível que o antecedeu. Este sabe o que quer, sem ser arrogante e estupidamente teimoso. Não inventa, que é o que me parece mais importante neste momento para um treinador do Porto.
Concluindo: boa vitória e fácil. Moralizador para a próxima 4ª feira, onde já contaremos com o Mustang.


PS - ia-me esquecendo do mágico Ibson. A música torna-se melhor sempre que ele entra. Espero que a lesão não seja grave, porque classe e talento como o dele não abundam por aí.

13 comentários:

Deko disse...

"Tenho perfeitamente consciência que ele não viu a pré-temporada do clube como nós" E não tens a perfeita conciência que o Jesualdo lida todos os dias com os jogadores à cerca de 3 semanas, e ele melhor que ninguém sabe quem lhe dá mais garantias?!

PS1. Mais vale cair em graça que ser engraçado. Já começa a ser doentia a obsessão pelo Ibson... Ele é um grande jogador mas está tapado por dois que são neste momento melhores que ele, como ainda hoje se viu com o Meireles.

PS2. O calendário pode-nos dar um empurranzinho para entrarmos na velocidade de cruzeiro e resolver isto até ao Natal...

Mata-o-Mouro disse...

fiquei surpreendido pela ausência do P.Assunção um esteio do meio campo. Sei que ele como médio é melhor defesa central do que o B. Alves. Não percebo a insistência no Tarik. Pode ser jogo psicológico para lhe provar que foi escolhido pelo Co mas que não tem nada contra ele. Prefiro o Vieirinha evidentemente. Gostei do H.Postiga mas aprecio muito o Lisandro que ontem foi prejudicado 2 vezes por offsides virtuais.

Atenas,Maio de 2007 disse...

Insultos no Seixal
O Caixa Futebol Campus, no Seixal, foi ontem palco de um episódio que agitou a tarde (até então tranquila) dos benfiquistas presentes. Luís Filipe Vieira e José Veiga aproveitaram para assistir a um pouco do jogo de juniores que decorria em simultâneo com o treino dos seniores, mas acabaram confrontados com os insultos de um adepto, porventura transtornado com a derrota da equipa na noite passada, no Estádio do Bessa. Filipe Vieira e José Veiga não reagiram bem aos comentários desse adepto e gerou-se alguma tensão nas bancadas do estádio do centro de estágios do clube, intensificada pelo facto de Luís Filipe Vieira e José Veiga, transtornados com o incidente, terem abandonado apressadamente o recinto, juntamente com outros apoiantes, revoltados com a atitude do adepto. Alguns jogadores, assim como elementos técnicos do grupo principal da Luz, ficaram surpreendidos com o sururu, que entretanto já se tinha alargado à zona dos seniores. Sanado o incidente, Luís Filipe Vieira ainda se dirigiu aos fotógrafos presentes e terá exigido que a comunicação social não relatasse o sucedido, sob pena de no futuro fechar as portas do centro de estágio.
Jornal ABolha do dia de hoje.
Um verdadeiro tirano este gajo!

Tripeiro disse...

Grande vitória no covil do milhafre!!
Segunda, em outros tantos jogos.
Gostei da exibição, particularmente da segunda parte. Destaque para o grande golo de Raul Meireles. Uma coisa do outro mundo.

Saudações Tripeiras

http://anti-lampiao.blogs.sapo.pt

lucho disse...

Acho q este Porto de Jesualdo vai brilhar intensamente... Um 4-3-3 e com um meio campo com mts soluções...nas alas gosto mais de vieirinha q lisandro mas o argentino pode fazer o lugar de adriano...LUCHO o melhor em campo e Anderson a brilhar como sempre...
PENA o ibson, um mês e ele está de volta!

Anónimo disse...

Não percebo como é que alguém pode ficar satisfeito com a exibição do Lisandro: jogou a extremo (ainda me hão-de explicar que características vêm nele para extremo), não ganhou uma vez a linha, não fez uma única jogada da ala para o meio com remate, poucas vezes tocou na bola.

Acho que está na hora de apostar no vieirinha a titular, para ver se pega...

Estica disse...

aqui também se fala portoguês!

http://buchaeestica.blogspot.com/

Azulao disse...

Para o anónimo:

O Lisandro marcou um golo mal anulado, fez uma boa jogada, oferecendo o golo a Lucho, que falhou e fez o remate mais perigoso da equipa depois da bola ao poste, que o guarda redes defendeu. Ou seja, muito mais do que o Unifinta e o Adriano.

Nuno disse...

Quem não percebe a insistência no Tarik, não prestou atenção aos 2 jogos do campeonato. É certo que em termos de desiquilíbrio ofensivo ainda não mostrou muito, no entanto em termos de segurança de posse de bola e de visão de jogo já mostrou muito. É dos jogadores do plantel que melhor guarda a bola, mesmo recebendo a bola em condições difíceis.

Mafia vemelha disse...

LOOOOOOLLLLLLLLL!!!!!!!!!

Veiga apanhado nas escutas a pedir favores a Valentim
12.09.2006 - 08h04 : Tânia Laranjo, (PÚBLICO)

José Veiga, actual director-geral do Benfica e, em 2004, o maior accionista da SAD do Estoril, foi outra das figuras do futebol português a ser apanhada nas escutas do Apito Dourado.

O dirigente desportivo foi interceptado em pelo menos duas conversas telefónicas com Valentim Loureiro, à data presidente da Liga de Clubes. Foi em Março de 2004 e o objectivo do ex-empresário de jogadores com licença da FIFA era conseguir que a interdição do estádio do Marco de Canaveses coincidisse com o jogo do Estoril Praia. Veiga queria evitar que a sua equipa se deslocasse a um terreno tradicionalmente difícil e facilitar assim a tão almejada pontuação que nesse mesmo ano lhe viria a possibilitar a subida ao principal escalão do futebol.

Antes desse jogo, que aconteceu a 28 de Março de 2004 e em que o Estoril ganhou por 3-2 ao Marco de Canaveses, José Veiga fez dois telefonemas a Valentim Loureiro. No primeiro pediu que o estádio do Marco fosse interditado. A possibilidade tinha sido aberta devido ao incidente ocorrido cerca de um mês antes (quando Avelino Ferreira Torres pontapeou as placas de publicidade e cadeiras do recinto, ameaçando ainda o árbitro) e José Veiga pretendia então que a interdição coincidisse com o jogo da sua equipa.

Valentim Loureiro ainda tentou que o dirigente do Estoril falasse directamente com Gomes da Silva, então presidente da Comissão Disciplinar da Liga de Clubes, ou que utilizasse a sua influência através dos jornais. "Pressiona-os", aconselhou o presidente da Liga, acabando por aceder, mais tarde, a dirigir ele próprio o pedido ao juiz desembargador Gomes da Silva. "Eu falo com o gajo", prometeu.

Dias depois, Veiga conheceu a decisão da Liga. O estádio do Marco havia sido interditado por dois jogos e a equipa teria de ir jogar em campo alheio, quando recebesse o Estoril Praia. E não se esqueceu de agradecer a ajuda de Valentim Loureiro. "Vou-lhe dar uma beijoca", brincou Veiga, ao que Valentim respondeu: "Se não fosse eu...".

Constituído arguido na sequência das escutas

Ainda na sequência da mesma interdição, o Marco teve de ir jogar a casa emprestada. E o curioso é que acabou por ser o Boavista, clube dirigido pelo filho de Valentim Loureiro, a ceder o campo. Marco e Estoril defrontaram-se no Bessa a contar para a 28.ª jornada e a vitória dos canarinhos permitiu ao clube da Linha reforçar a liderança, passando a ter 11 pontos sobre o quarto classificado.

Os relatos da altura mostram também que a arbitragem do jogo foi polémica. O Estoril marcou primeiro, o Marco empatou. O "caso" do jogo aconteceu quando, pouco antes do intervalo, o árbitro perdoou um segundo cartão amarelo a um jogador do Estoril que, no tempo de compensação e ainda antes da paragem do jogo, fez o passe para o segundo golo dos estorilistas. Nos primeiros minutos da segunda parte, o Estoril aumentou para 3-1 de penálti, mas não existe nos jornais da época qualquer referência ao castigo máximo. O primeior golo do Estoril também foi por autogolo do Marco.

O árbitro desse jogo foi João Ferreira, o mesmo que esteve envolvido nas escutas noticiadas a semana passada pelo PÚBLICO, como tendo sido aceite por Luís Filipe Vieira para arbitrar as meias-finais da Taça de Portugal, na época 2003-2004.

Na sequência destas e de outras escutas, José Veiga foi interrogado e constituído arguido no processo Apito Dourado, tendo sido extraídas pelo menos duas certidões para o Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa.

O PÚBLICO sabe que não foi feita qualquer outra diligência, embora o arquivamento pareça ser o caminho mais provável. É que, paralelamente, foram extraídas certidões das mesmas escutas, que foram enviadas para o Supremo Tribunal de Justiça. O alvo da investigação era, nesse caso, Gomes da Silva, juiz desembargador no Tribunal da Relação de Guimarães, mas o Ministério Público considerou que as conversas telefónicas não eram suficientes para o indiciar por qualquer crime.

Gomes da Silva viu ainda ser arquivados dois casos que envolviam o clube liderado por Pinto da Costa. Diziam respeito à punição de José Mourinho pelo alegado rasgão da camisola de Rui Jorge, do Sporting, e à eventual pressão dos azuis e brancos para castigar Deco de forma mais branda, depois daquele ter lançado a chuteira contra o árbitro Paulo Paraty, no jogo Boavista-FC Porto.

Ontem, o PÚBLICO tentou ouvir Valentim Loureiro e José Veiga sobre as referidas escutas, mas ambos os dirigentes se mantiveram incontactáveis durante todo o dia. O PÚBLICO tentou ainda contactar o assessor de imprensa do Benfica, que igualmente não respondeu aos nossos contactos telefónicos.

Nuno disse...

Olá, desde Angola.
Segui o jogo pela RTP internacional e a espaços gostei do que fui vendo. Com a saída do unifinta para entrar o Quaresma, julgo que vamos melhorar muito.
O Lisandro, apesar de ser muito mais ponta de lança que extremo, não me pareceu tão mal quanto o quiseram pintar n'O Jogo e aqui nos comentários. Acima de tudo pareceu-me que a equipa estava mais compacta e pronta para os jogos europeus, como o do CSKA amanha.
Espero que o Daniel Carvalho e o Love não resolvam abrir o livro, pq são mesmo muito bons.
Não sei se poderei ver o jogo de amanhã, pois não sei se é transmitido, mas espero que o "velho" FCP dominador e senhor na Europa esteja de volta. Sem "maca" (problemas)

Abraços e continuem em grande.

Captain Bock disse...

Uma coisa é certa. Estamos mil vezes melhor hoje do que no mês de Julho quando ainda aturávamos o H3N1.
Com Jesualdo, esta equipa vai longe.

Quanto ao penteadinho, já se esperava..

http://captbock.blogspot.com

Tripeiro disse...

É verdade. O veigarista andou a pedir favores ao Major Valentim Loureiro...ehehe..cambada de jagunços!!!

Saudações Tripeiras