sexta-feira, 1 de dezembro de 2006

E não podem perder os dois?

Em jogo entre lagartos e lampiões fico sempre dívidido...

Por um lado, era bom que perdessem os dois. Não sendo possível tal pelas regras, um empate entre os mouros e uma vitória nossa amanhã contra os trauliteiros da avenida talvez seja, como disse o Prof., o que melhor servirá os nossos interesses.

Mas confesso que apesar de não ser tão radical quanto o nosso Guarda Abel que antes preferia ser corno do que ver os lampiões campeões europeus (e por falar nele, onde andará esse cromo da bola?), ver os lampiões perder é sempre uma coisa reconfortante para os olhos e revigorante para a alma... Não sei, por isso, o que fazer hoje... Torcer pelos lagartos? Rezar para o empate? E se um marcar, tenho de torcer para o outro empatar e ficar satisfeito se o fizer? Ai, ai, que isto de jogos entre mouros é muito complicado... O melhor mesmo era mandar esses clubes para o campeonato de Marrocos... Enfim, devaneios de uma noite de verão (em Angola...) e que perca o melhor ou que empatem, de facto, pouco me interessa - agora vou dar uma de Mourinho: sei que somos melhores e no final da época acabamos à frente deles!

1 comentário:

Dragão Maronês disse...

Pois eu, nestes jogos, nunca fico dividido. Sei, seja qual for o resultado, vou sempre ganhar e vejo, televisivamente o desafio, com uma calma
da alentejano.
Vejam só o nosso "trilema" na sexta feira à noite:
1º o benfica ganha e nós, ganhando aos caceteiros da Avenida, aumentamos a distância para o 2º classificado para 5 pontos;
2º Empatam é bom porque assim perdem ambos dois pontos e, se bem que a distância para o 2º seja menor, também o benfica acaba por se atrasar mais dois pontos.
3º Se o Sporting ganha, embora não tenhamos o benefício de nos adiantarmos um pouco mais ao 2º classificado, temos ao menos o prazer de ver o club galináceo a atrasar-se de forma quase irremediavel.
Neste jogo, nesta Liga, neste tempo, qualquer resultado, desde que como aconteceu, ganhassemos aos tais das camisolas esquisitas, seria um bom resultado.
E vivó Porto!
Dragão Maronês