segunda-feira, 27 de fevereiro de 2006

HOJE QUAL É A DESCULPA, LARANJA PODRE?

+ =




Porto 0 - Mouros 2 (culpa do Bruno Alves)
Porto 1 - Lagartos 1 (culpa do Pepe)
Porto 2 - Artmedia 3 ( culpa da trave)
Porto 1 - Rangers 1 (culpa do azar)
Porto 1 - Braga 1 (culpa da trave, dos postes e do azar)
Porto 0 - Setúbal 0 (culpa do setúbal)
Inter 2 - Porto 1 (culpa do estádio vazio)
Artmedia 0 - Porto 0 (culpa do relvado)
Rangers 3 - Porto 2 (culpa do árbitro)
Mouros 1 - Porto 0 (culpa do Baía).

Só a tulipa negra é que não tem culpa, coitado... Tem o melhor plantel do País, um dos melhores de sempre do Clube, mas coitado, ele não tem culpa. O Fernandez, que não escolheu um jogador, não dispensou nenhum, aterrou em Portugal uma semana antes de começar a época, ganhou a supertaça e a intercontinental, esse sim, tinha culpa. Com o meu lugar anual no próximo ano, não contem. Adivinha-se que vão manter este mentecapto e que vão vender Lucho, Diego, talvez Quaresma. É melhor não ir lá para o ano, não vá ele dizer que o 10º lugar na época 2006/2007 vai ser culpa minha...

Vá lá, agora mais cinco diazitos de folga ao plantel, para gozarem o Carnaval...

PS - parabéns, lagartos, pelo campeonato 2005-2006. Na próxima semana já estão à frente. Com os cumprimentos do horrendo homem holandês, tal qual o engenheiro havia feito.

9 comentários:

Ricardo disse...

Mais uma exibição de merda, é um facto. Mas os lampiões também não fizeram muito para ganhar...
Este campeonato ainda pode ser ganho... apesar do Adriaanse.

Anónimo disse...

Essa táctica proteccionista ao frango do Vitor Baía, não é nova...
O certo é que, a culpa da derrota é dele e só dele. O benfica nada mais fez que esse remate à baliza, que niniguém julgou que resultasse em golo. O infeliz Vitor, fez com que o impossivel se tornasse possível. Há ainda outra jogada na 2ª parte, em que o mesmo "hesita" em pegar a bola, como se fosse um guarda-redes de tenra idade.
É triste, mas verdade. O Vitor Baía já não é, o Grande Vitor Baía, e numa altura em que devia provar o contrário, desde a celebre infantilidade no Amadora, repetiu a dose.
Enfim, como diria o outro Baía é finnito!

O Dragao disse...

Proteecionista ao Baía? Será este anonimo normal?
O Porto não faz um remate à baliza e a culpa da derrota é exclusiva do Baia? Poupem-me...
Poupem-me com esses comentários, que eu bem preciso...

Anónimo disse...

Meus amigos, o treinador é uma anedota, já todos o sabemos excepto o sr Pinto da Costa, mas com o Vitor Baía a "defender" daquela forma, remates de mais de 40 metros de distância, também não há nenhum treinador que resista...
Não bastava o Baía ter feito aquela borrada na Amadora, tinha que a repetir agora na Luz. Ora porra pró Baía. Eu, que embora não goste do treinador, não fiquei escandalizado com a substituição do Baía pelo Helton agora parece-me que mais se justifica a presença do Helton na Baliza.
Ninguém é eterno e o Baía, naturalmente, não foge à regra.
Saudações Portistas!
Dragão Maronês

Anónimo disse...

Será este dragão anormal? O Porto não fez um remate à baliza? Abre o jornal O Jogo e vê que fizemos mais remates e mais cruzamentos que o Benfica.

Abre os olhos. Espero não ver estes adeptos (como o Dragao) no estádio outra vez.

O Dragao disse...

Anormal só podes ser tu por veres o que ninguém viu.
No estádio, tu?
Ficaste foi mas é em casa ontem, a ver no sofázinho e agora ainda vens com postas de pescada...
A mim não me vais ver no estádio, não. Isso te garanto. Ficas lá tu e o teu amado CU a ver o MEU CLUBE DE CORAÇÃO a ser enterrado e tu como conivente...

Olho Vivo disse...

Eu logo vi. A culpa foi SÓ e EXCLUSIVAMENTE do Baía. Os outros dez não contam. Vocês são uns tristes de uns adeptos.

Azulao disse...

Olho vivo:

aprende a interpretar com calma os posts e depois comenta.

Obrigado.

Olho Vivo disse...

Olha, Azulão, já fiz o meu comentário no post anterior a este, que ainda referia a esperança de trazer um bom resultado.

Se tiveres tempo de dar uma espreitadela na minha opinião, já percebes porque chamei de tristes a alguns dos adeptos - não são todos - só alguns. E tu não estás incluído nesse lote (felizmente pequeno).