sexta-feira, 2 de dezembro de 2005

Quem assim fala...

O treinador do Mágico Porto:
"P Atendendo às circunstâncias, empatar seria um bom resultado?
R Depende do jogo. Se as duas equipas forem igualmente fortes, ficarei satisfeito com um empate. Isso só posso avaliar no fim. Mas, claro, queremos e vamos tentar ganhar. "

Se dúvidas houvesse quanto à mudança de filosofia deste laranja e que me levou a mudar de rumo em relação a ele, aqui está a prova.
Satisfeito com o empate? Nós, os Dragões, não ficamos satisfeitos com um empate, EM CIRCUNSTÂNCIA ALGUMA.
Quero ver como alguns descalçam a bota. Ou será que também ficam satisfeitos com um empate?

9 comentários:

Anónimo disse...

Provavelmente já sabia que era o Lucilio Calabote a arbitrar o jogo...

Zé Pedro

Nuno disse...

Por exemplo, analisando depois do jogo, o empate em Alvalade na temporada passada tinha sido óptimo, tendo em conta as circunstâncias.

Tendo em conta que vamos levar com o Calabote Batista outra vez, só mesmo depois do jogo é que se podem fazer análises!!

Anónimo disse...

Se fosse o Mourinho a dizer isto era um mind games brilhante que reiraria pressão aos nossos jogadores (até vamos á frente com 4 de avanço) e atiraria pressão para os do Sporting. Mas como é o Adrianse, lá vêm os mesmos de sempre, ávidos por apanharem o treinador do próprio clube que dizem que amam em falso, para o poderem cilindrar caso hoje não se ganhe.

Olhem, eu também queria ter ganho em Glasgow e no fim de contas e atendendo às circunstâncias ficaria satisfeito com o empate. Foi por causa disso que o trienador deixou de querer ganahr o jogo até ao fim mesmo com menos um?

Apoiem mas é a equipa e deixem-se de merdas, o Estádio das Antas era um inferno para os adversários, agora o Dragão é um dos estádios masi fáceis para os visitantes pois temos iluminados destes a assobiar a equipa mal corram 20 minutos de jogo e a bola não entre.

Nuno disse...

Lol! Um mind game? O Adriaanse? Eu sei que o futebol é uma diversão para nós, adeptos, mas também não é preciso exagerar!!! Ele não sabe fazer mind games, basta ler as declarações dele, sempre diz aquilo que quer dizer e nunca deixa margens para dúvidas! E quando existem, o problema é da tradução, para quem ainda não entendeu como funciona a cabeçinha dele...
Quanto a um empate ser o suficiente, respondo com o prórpio Mourinho que fazia treinos especificos para jogar com menos um jogador de forma a que equipa soubesse sempre procurar ganhar os jogos independentemente das situações de jogo, pelo que um empate é sempre mau! Com esse empate de Alvalade e mais outro qualquer transformados em vitórias tinhamos sido campiões a época passada...

gustavo disse...

aí está,já tava a demorar falarem mal do treinador,aliás é o passatempo preferido deste blog..o k ele disse foi SE as duas equipas forem igualmente fortes ficarei satisfeito com o empate,MAS queremos e vamos tentar ganhar claro.eu tb não gosto mto dele,principalmente kdo ele -insiste na inclusão de césar peixotos e jorginhos-,mas neste blog abusam e divertem-se variadas x a falar sobre o "tulipas",deixem la o homem e k ganhem ao sporting hj..força grande FCP [[]]

gustavo disse...

ah,e deixem lá estar o Mourinho em paz porque só faz falta kem cá está..ke eu saiba o Mourinho tá lá pa terra dos bifes,portanto não é pra ká chamado []

furball disse...

Ninguém fica satisfeito com um empate. São estes jogos que dão um sabor especial ao futebol. Que ganhe o melhor, se não puder ser que ganhe o Sporting. Saudações sportinguistas.

José da Rinchoa disse...

Amigo anónimo,
se fosse o Mourinho a dizer que um empate seria bom, era um mind game porque todos nós lhe reconhecemos a existência de uma "mind". Como é o outro a dizê-lo,o máximo que descortinámos é um erro de tradução.
Passe bem amais o seu belo Portismo acrítico.

dragaovenenoso disse...

Sómente o treinador "Cu" é que fica... e alguns adeptos dragões que comem tudo o que lhes aparece pela frente.

Eu não. Como fui habituado (desde 1976 - mas sou bem mais velho) ao FCPorto a ir crescendo com os anos, custa-me ver este treinador com provas dadas aqui em Portugal da sua inequívoca falta de capacidade e competência, estar a treinar a nossa equipa e falar desta maneira.