sexta-feira, 9 de dezembro de 2005

Outras opiniões II

Ponto Final
António Tavares Teles, O Jogo


1. Antes do jogo com o Artmedia, pôde ouvir-se da boca de Co Adriaanse:
"No jogo em nossa casa, o Artmedia marcou dois golos em contra-ataque e outro num canto. O problema não foi do sector defensivo mas sim da organização da equipa".
Mas de quem é que será a responsabilidade por essa organização da equipa? Do Totta?

2. Mas disse mais, o técnico holandês. Por exemplo, que "em dez jogos contra os eslovacos, o FC Porto vence nove".
"Wrong": pelo visto, vence oito, perde um e empata outro...

3. E ainda, à chegada a Bratislava: "Queria estar aqui com o passaporte na mão". E esteve: com o passaporte de entrada e... de saída...

4. Para concluir, após o jogo:
"O Artmedia mereceu ganhar".
Afinal, parece que Adriaanse precisa de rever em baixa (para ele, evidentemente) as contas iniciais...

5. Infelizmente porém para o FC Porto, não só. Porque deixar permanecer naquele campo jogadores completamente a ele desadaptados (viu-se praticamente desde o início da partida) tais como Lucho, Diego, Lisandro e Ricardo Quaresma e, ainda por cima, substituir este último por Jorginho, só mesmo da sua (Co Adriaanse) cabeça...

6. Pelo que, estou como Rodolfo Reis, que resumiu o seu pensamento (e o de muita gente) nestas simples, rudes talvez mas definitivas palavras: "Co Adriaanse é o único culpado deste desaire do FC Porto. Não digo por este jogo, mas pelos erros crassos que acumulou durante toda a fase de grupos".
Que acrescentar a isto?

7. Talvez só mesmo mais uma coisa, de resto ainda da lavra do atrás citado Rodolfo Reis:
"Adriaanse nunca ganhou nada e tem de entender que o FC Porto é um clube campeão. Tem que dar ouvidos ao Rui Barros. Mas ele (Adriaanse) é 'eu quero, posso e mando'. A filosofia deste clube é pensar só no primeiro lugar, mas esse não tem sido o discurso dele".

E, aqui sim, ponto final.

2 comentários:

Daniel disse...

Subscrevo e mais nada... ;-)

dragaovenenoso disse...

Este dito treinador "profissional 100%", só merece o meu desprezo. Se foi escolha da SAD e o defende com unhas e dentes, também a desprezo. Já havia dito anteriomente que reparava que o Rui BARROS FICAVA NUM CANTO DO BANCO E O VAIDOSO NO OUTRO COM OS SEUS AJUDANTES.

Os administradores de SAD's vão e vêm, os treinadores também... o clube fica sempre... no nosso coração.

Viva o Futebol Clube do Porto!

PS: Quanto a este guru do país das tulipas, já não tenho adjectivos para o classificar. Agora limito-me a assistir os jogos e a torcer pela equipa.