segunda-feira, 11 de junho de 2007

Silêncio por JORGE MAIA in "O JOGO"

Há qualquer coisa que me faz duvidar da sinceridade do presidente do Benfica quando diz que talvez fosse campeão se tivesse ficado calado. Acho que se ele acreditasse sinceramente nisso, se acreditasse que o seu barulho prejudica a equipa e que o seu silêncio poderia ajudar a resolver as suas limitações, desequilibrando o campeonato a seu favor, já se teria calado. Pelo menos, era o que qualquer presidente faria em defesa dos interesses do seu clube. Mas não. Continua a falar sempre que pode, repetindo o discurso que lhe vai valendo a unanimidade entre os adeptos encarnados apesar do jejum de títulos que marcou as últimas duas temporadas.

E nem sequer é um discurso original. Visto ao perto, não passa de uma imitação. Vale e Azevedo já o tinha utilizado antes e resulta da aplicação de uma fórmula simples: sempre que as coisas correm mal, a culpa é do FC Porto. Seguem-se estrondosos aplausos.

No fundo, o discurso parte de uma premissa parcialmente verdadeira: o FC Porto representa uma parte significativa dos problemas do Benfica. Só este fim de semana, e apenas nos escalões jovens, os portistas garantiram mais um título de juniores ao vencerem os encarnados, ficaram mais próximos de um título de iniciados ao golear o Benfica e repetiram a maldade no hóquei em patins. Isto depois de uma temporada marcada por episódios semelhantes no futebol, no hóquei, no andebol e no basquetebol sénior.

Não admira que os dirigentes encarnados comecem a equacionar jogar em campeonatos diferentes. E não admira que o discurso procure bodes expiatórios longe de casa. Afinal, se a culpa for do FC Porto, já não morre solteira, pois não?

5 comentários:

Blogue da Magui disse...

Realmente, se for questão de culpa deve ser do que é melhor.Ponto.

dragaovenenoso disse...

ahahhahahahhahahhahaha....

excelente!!!

PS: contratações: não percebo nada! Mas...o Edmilson precisou de jogar continuamente para render, e outros jogadores necessitaram de andar um, dois anos até se habituarem ao estilo do FCPorto...pode ser que nos próximos anos o Alain ainda nos faça uma surpresa...ele e outros (ahahahahahahahah...)

Blownaway disse...

Aconselho-vos a leitura do Vou Escrever Um Livro no FCMangalhoes.blogspot.com. Muito bom.

Anónimo disse...

Pinto da Costa foi ontem formalmente acusado no seguimento do já famosíssimo Porto - Estrela da Amadora, o tal jogo absolutamente crucial para o Porto, em que liderava o campeonato com 11 pontos de vantagem sobre o segundo, e em que o Estrela já havia inclusivamente descido de divisão. Para além disso, rezam as críticas à arbitragem que a única equipa prejudicada naquele jogo, foi precisamente o Porto... portanto, provas ou indícios de corrupção e benefícios como consequência dessa alegada corrupção, não existem... Ou melhor, existem, escritos num livro de autoria de uma puta ressabiada, pois de facto não tem outro nome.

Então, eu dei por mim a pensar: "Vou escrever um livro!". Se uma puta sem formação o escreveu, ou mandou escrever, ou recebeu indicações e foi paga para que o mandasse escrever, então não deverá ser assim tão difícil quanto isso. E vou escrever um livro não sobre Calabotes, pois a história já é velha, mas sim sobre acontecimentos mais recentes em torno do livro que constitui prova, em torno de um famoso Estoril-benfica, em torno de várias ligações perigosas entre Câmara Municipal de Lisboa e benfica, em torno de conflitos de interesses entre dois clubes da primeira liga, em torno de um campeonato ganho com mais de uma dezena de golos irregulares, em torno desta, esta e esta escutas telefónicas mas que não constituíram prova crime, em torno desta e desta transferência entre clubes na semana anterior ao jogo entre essas mesmas equipas, em torno do aliciamento de jogadores, em torno da dualidade de critérios da Comichão Disciplinar da Liga aqui, aqui , aqui e aqui, em torno de agressões em aeroportos, em torno dos gestos obscenos e das acusações aos colegas de profissão, em torno das ligações da Maria José Morgado ao Luís Filipe Vieira, etc.

E já agora, porque não um filme? Ou uma compilação de filmes! É que filmes, já existem muitos! Existe o filme do Estoril-benfica, existe o filme dos penaltis que não existiram e dos golos precedidos de falta, existe o filme das agressões no aeroporto, existe o filme do eu não possuo qualquer acção do Estoril SAD, existe o filme da veia do Nuno Gomes, existe o filme do dedo do Veiga, existem tantos filmes que certamente faríamos uma longa metragem ao estilo do "Dez Mandamentos".

E por falar em filmes, será que Botelho, no seu filme "Corrupção", também vai incluir os encontros entre LFV e Carolina, em que ele lhe pergunta quanto quer para escrever o livro? Também vai incluir os encontros entre Carolina e Leonor Pinhão, para discutir o conteúdo do livro? Também vai incluir as investigações feitas pelo semanário "O Sol", as quais provam uma série de incoerências e mentiras no livro de Carolina? Será que vai incluir tudo isto e muito mais?

Para terminar, e relativamente à acusação ao Pinto da Costa, transcrevo estas palavras do Fernando Santos, no Editorial de hoje de O Jogo:

"Para além da mudança de estatuto, de arguido para acusado, o novo passo não garante que o presidente do FC Porto vá a julgamento. Antes disso, terá de haver a instrução das acusações, o debate instrutório e só então o despacho de pronúncia, se a decisão do tribunal for essa. "

E depois disto, ainda terá de se provar em tribunal sem margem para dúvidas que Pinto da Costa é efectivamente culpado no meio disto tudo, pois como o próprio DIAP diz: "As provas não permitem afirmar, com um grau de certeza razoável, que os ditos serviços foram oferecidos e aceites com o sentido da contrapartida de uma actuação fraudulenta por parte da equipa de arbitragem".

Como já li algures, a instrução de Pinto da Costa como arguido, irá comprar mais tempo e maior popularidade a Maria José Morgado. Se este caso chegar a tribunal, então ainda comprará mais tempo e mais popularidade. No meio disto tudo, o tempo vai passando, e o que sei é que se não for tudo resolvido até Janeiro 2009 (e falta apenas um ano e meio), o processo será arquivado por expiração.

Para todos os efeitos, e apesar da equipa fantástica que o Porto tinha nessa época, apesar de alguns desses jogadores serem considerados os ou dos melhores do mundo nessas posições, apesar de o Mourinho ter sido considerado o melhor treinador do mundo, apesar de termos ganho a UEFA e a Champions League e certamente não precisarmos de favores para ganhar a um Estrela da Amadora, o Pinto da Costa e o Porto já foram julgados e condenados na praça pública, por este tão mesquinho, tão pouco inteligente e tão pobre povinho português.

Francisco disse...

O temoo da união nacional não acabou. Agora são seis(?)milhões vestidos de vermelho a beberem avidamente o que qualquer ESCROQUE lhes meta na cabeça porque o que importa é que se escondam os fracassos de qualquer maneira. Estamos na cauda da Europa e cada vez mais afastados! Mas nem tudo é mau. Há milhões de imbecis que, à falta de melhor, vivem ansiosamente à espera destas autênticas cretinices. Também deixa muito a desejar que depois de tantos meses de apuradas e dispendiosas investigações uma douta investigadora só tenha para apresentar as provas forjadas por uma puta ressabiada! República das bananas? Isso era bom demais para nós!