segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

A traição tem mais um rosto

(que me desculpe o autor do post, o Azulão, mas como isto é um blog de gente séria, fui obrigado a retirar a fotografia que aqui figurava e a por uma mais condizente com a pessoa em causa.
Ass: O Dragão)



Depois de mais um choradinho, semelhante ao de Nuno e Maniche, no sentido de que a vida em Moscovo, afinal é muito difícil, porque neva e, pasme-se, porque lá falam russo, algo que desconheciam por completo (tal como não sabiam que o Dínamo não vale nada), eis que Derlei resolve dar um novo rumo à sua carreira de jovem futebolista. Vai daí,ainda amargurado com os 250mil euros mensais que em nada pesaram na sua saída do Campeão do Mundo Futebol Clube do Porto, resolve assinar por 6 meses com o inimigo. Depois de se tornar heroí em Sevilha, depois de ser um dos obreiros de Gelsenkirchen, depois de se abarbatar com os ditos 250 mil mensais (em dois anos dá 6.000.000€), aos 32 anos tinha mesmo necessidade de ir parar a Tunes. O fim dele vai ser igual ao de Drulovic e de Zahovic e, para mim (bem como para muitos outros portistas), de herói passou a traidor e como tal o irei recordar.

9 comentários:

Nuno disse...

Quem?????

Nuno disse...

Fica mal, passar uma borracha em tudo o que de bom o Derlei fez pelo FCP.

Tirando os últimos meses que cá esteve, o Derlei sempre deu o que tinha e o que não tinha pelo FCP.

Ainda bem que saiu quando já nada mais tinha para dar ao clube, a não ser o lucro da sua transferência.

Já agora, o mesmo se aplica ao Drulovic e ao Zahovic... sairam mal do clube, mas enquanto cá estiveram nunca foram de frete, deram sempre o seu melhor e enorme qualidade ao FCP!! Para mais são gajos que nunca falaram mal do FCP, bem pelo contrário.
O Zahovic, quando estava no SLB chegou mesmo a dizer numa entrevista que o melhor clube onde tinha passado era o FCP, que era muito superior ao SLB.

Dragão Maronês disse...

O Derlei merecerá, da minha parte, sempre o maior respeito. Enquanto esteve connosco foi sempre um jogador que se batia até ao último folego. E quando saiu, fê-lo de forma a que o club retirasse benefício económico da sua saída e não saiu directamente para um dos nossos inimigos. Se agora chega a um deles, fá-lo uns anos depois de ter saído da n/equipa há uns anos.
Tem 32 anos, está em fim de carreira, acho que o benfica é o club certo para ele nesta altura da sua carreira futebolistica.
Não o considero um traidor. Traidores foram Fernando Gomes, António Oliveira, Drulovic que agora se passeia demasiado pelo Dragão e outros. Quanto a Derlei, desejo-lhe que faça grandes exibições e que jogando ou não, a sua equipa faça nos restantes 14 ou 15 jogos que faltam para o resto da Liga, 7 ou 8 pontitos
Não devemos ser ingratos com quem sempre se portou bem connosco.

Rui disse...

O FERNANDO GOMES? TRAIDOR?
Desculpa mas não percebo a coerência, Dragão Maronês!!!
O Derlei que quis sair por dinheiro e volta prós lampiões, é tratado com respeito.
O Gomes que foi mandado pra rua pelo Porto injustamente por causa do Octávio Malvado (e lembro-me bem do episódio injusto na Madeira) indo para Alvalade é traidor...
Só falta dizer que lhe vais bater palmas...
Ora esta...

Nuno disse...

O Gomes nunca traiu o FC Porto, apenas achou (e bem, como se provou) que não era finito ao contrário do que dizia o idiota do Ivic e o seu adjunto Octávio.

No Sporting mostrou que ainda estava aí para as curvas e só na última jornada perdeu a bola de prata, então titulo do melhor marcador.

Ele sempre foi, sempre será um grande portista.

Já o Zahovic e o Drulovic nunca foram portistas até pela primeira vez terem tido o supremo privilégio de jogarem na nossa agremiação. Depois de uma carreira mediocre (o esloveno) e uma grande carreira (o sérvio) com a nossa camisola, ambos saíram a mal, como mercenários do leste que são. Podem ter rendido dinheiro ao clube nesse momento, mas fica sempre uma sensação de ingratidão perante o clube que os promoveu, uma sensação que podiam ter sempre feito mais ou que podiam a qualquer altura ter traído o clube em qualquer outra situação.

O Derley, para o bem ou para o mal, está neste grupo.

Grandes estrangeiros, portistas de alma e coração, também os há: Aloisio, por exemplo. Mlynarzick. Cubillas. Estes 3, por exemplo, entraram para o FC Porto e desde que sairam e acabaram a carreira continuam a visitar com regularidade o clube e a cidade e falam sempre nesses tempos deles com uma ponta de orgulho e agradecimento.

O Oliveira, traidor? Bem, de facto a sua saída nos idos de 80 foi algo traumática. Mas redimiu-se nos meados de 90 com os titulos que conquistou e é hoje um dos principais (julgo mesmo que o maior) accionista privado da SAD.

Quanto ao Octávio, 100% de acordo.

Dragão Maronês disse...

Meus amigos:
Reafirmo o que disse, relativamente quer ao Gomes quer ao Oliveira.
O Gomes julgou por ser quem era no FCPorto que podia partir para um braço de ferro com um adjunto do treinador. Conhecendo o Porto como conhecia sabia muito bem o resultado só podia dar no que deu.Ainda no periodo em que o inquérito estava a decorrer, começou por dizer que só jogaria no F.C.Porto. Em mais lado nenhum pensando, digo eu, que com a idade que tinha, nenhum club importante se interessaria por ele. Mas o Sporting interessou-se, e ele, lá veio para Lisboa todo contentinho da silva, permitindo que às suas costa se montasse uma das mais execráveis campanhas contra o n/Club. Aqueles jornais e jornalistas que anteriormente, quando se referiam ao Gomes e ao seu valor futebolistico, sempre começavam por dizer que Gomes era um grande jogador, mas a seguir carregavam o resta da frase com adversativas para lhe diminuirem o valor, passaram a cantar-lhe loas e a ver-lhe só qualidades, que as tinha evidentemente, mas já não tão exuberantes como antes ao serviço do nosso Porto e escreviam:Gomes grande avançado sim,mas...todavia...contudo..
porém...
Em Lisboa passaram a adorá-lo. Ainda agora, a cada passo, lá vêem os seus "admiradores incondicionais" do Jornal A Bola e do Record gabar-lhe as qualidades na esperança de que um dia aconteça com ele na presidência do n/club, aquilo que aconteceu com o António Oliveira na Direcção Técnica.
O Gomes é Portista? É sim senhor! Nenhuma dúvida a esse respeito.
Mas o Portistas devem ter memória e o Gomes deve saber que ao ir para o Sporting, depois de ter dito o que disse, manchou o seu portismo de forma indelével e, pelo menos eu, não me esquecerei nunca disso.
Aceito que outros pensem de forma diferente.
Eu falo por mim!
Admirei-os muito a ambos. Tanto, como agora os detesto.Mesmo depois de o Oliveira ter sido duas vezes campeão como treinador do Porto, o que não é grande façanha devo dizê-lo. Pois se até o Fernando Santos e o Adrienssen foram campeões connosco...
Saudações Portistas

Luís Santos disse...

Não concordo quando se diz que Zahovic foi mediocre no FC Porto.Nos anos em que estve cá foi sempre Campeão.Foi uma das muletas de Jardel.Na primeira fase da Champiões de 98/99 foi só o melhor marcador.Então o treinador era o FS e não nos apuramos para a 2ª fase com um grupo constituido por Olympiakos,Ajax e Croacia Zagreb.Era o melhor jogador da equipa antes da chegada de Deco.Após a sua saída à mercenario,queria o VAlencia e acabou no Olympiakos,onde ainda hoje está ameaçado de morte por parte dos adeptos,perdemos o Hexa.

Anónimo disse...

Fico xocado com o que dizem do drulovic!!!! So pode ser dito mm por adeptos de sofa e de net que nao presenciaram o "drulovic ole" em pleno estadio da luz, depois de ele ter acenado para os portistas.. isto no primeiro ano de benfica. o Drulovic nao fez nada as escondidas de ninguem!!! o porto nao quiz renovar com ele e o unico clube k dava algo parecido com o k estava a ganhar foi o benfica! foi para la e andou a arrastar-se e a xular os lampioes!!! ta sempre em todos os jogos do porto para kem nao sabe. é o unico clube em portugal de k é socio!!nao se tratou de traiçao nenhuma!!!
Em relaçao aos outros podem dizer o k kiserem.achei so muito injusto...

Pedro Sousa disse...

Espero que o katsouranis, num treino, lhe parta o perónio em 3 sitios ;)

De heroi passou rapidamente a traidor. Assim ficará recordado.

Pedro Sousa

http://blogdoengenheiro.blogspot.com/