terça-feira, 2 de janeiro de 2007

Justiça

JORGE MAIA in "O JOGO"

"Maria José Morgado tem um pau de dois bicos nas mãos. Ora, o problema dos paus de dois bicos é que se espetam em todo o lado, podendo tornar-se muito desconfortáveis quando manuseados sem as devidas precauções. Mas vamos por partes, ou por lados, para continuarmos fiéis à metáfora. Ora, por um lado, Maria José Morgado sabe exactamente o que a maior parte da opinião pública espera de si e não é justiça: é um linchamento. Afinal, ninguém tem dúvidas de que os arguidos do Apito Dourado são tão culpados como Judas e tudo o que a procuradora-adjunta precisa de fazer é encontrar as provas que finalmente sustentem as acusações. Não deve ser muito difícil, basta pedir conselhos aos entendidos que traçam sentenças em colunas de opinião mais ou menos como esta. Afinal, se o julgamento é feito diariamente por quem não tem habilitações para isso, imagine-se o que não pode fazer alguém que realmente perceba do assunto. Por outro lado, Maria José Morgado sabe exactamente o que a opinião pública espera de si e não é justiça: é um linchamento. Bem sei que parece a mesma extremidade do pau, mas não é. Se a procuradora-adjunta não conseguir encontrar as tais provas que toda a gente sabe existirem, mas ainda ninguém encontrou, se não conseguir acusar quem meio mundo sabe ser culpado, se não conseguir o tal linchamento que acalme uma azia com três décadas, ninguém vai acreditar que se fez justiça. Como ninguém acredita que se tenha feito justiça até agora. Porque o que meio mundo quer não é justiça: é vingança. E Maria José Morgado não pode querer a mesma coisa, pois não? "

6 comentários:

Joaquim Varela disse...

Quem é este Jorge Maia?

Se faz parte da redacção do "Orgão Oficial do Partido", está tudo explicado e faz parte da excumalha dos jornais desportivos, que por "não quererem estragar o seu negócio" comem e calam (e ele há-os em todos os jornais desportivos. Se é um adepto do FCP, ele que tenha calma, que pode ser que desta vez, a justiça seja feita e não camuflada, como nos casos anteriores (Quinhentinhos, Xiço Silva, Aveiro Connection e José Amorim/Cosmos). Ou então não, que isto é mesmo um país de merda e malta que tem esquemas destes, ainda recebe medalhas do Estado...

Aníbal Letra disse...

Olá pessoal do Dragão!

No blog FêCêPê (fecepe.blogspot.com), estou a organizar uma votação para eleger a melhor foto de 2006 que se relacione com o nosso enorme clube. Ajudem-me a escolher.

Abraço,
Aníbal

dragaovenenoso disse...

Mesmo que o autor do artigo seja adepto do FCP não diz mais do que a verdade. Só não vê quem não quer. O que querem arranjar é uma justificação para não ganharem títulos. E os que que o FCPorto conquistou na Europa?! Também deve ter sido obra de subornos e outras coisas... Que existe corrupção NO DESPORTO DE COMPETIÇÃO não tenho dúvidas. Mas está em TODO LADO e em TODO O PAÍS. E se REALMENTE pegarem no assunto do princípio até ao fim, vai ser o descalabro de uma parte significativa de políticos que andam por aí. E se é para limpar isto a sério, então comecem por correr o maralhal que está na GALP, EDP, e outras empresas estatais (que o são, digam o que disserem) a mamar chorudos ordenados sem fazer a ponta de um c*. A política não é mais do que uma plataforma giratória para lançar um certo número de inúteis para cargos importantes a ganhar fortunas e sem perceberem um charuto do que fazem.

dragaovenenoso disse...

E nas câmaras municipais? Os engenheiros civis e arquitectos recebem do estado e têm gabinetes de projectos aos quais dão prioridade de aprovação, ganhado por fora ainda mais. Há alguém a controlar isso? E restaurantes com facturação paralela? E sinistros simulados e combinados com companhias? E preços concertados em diversos bens? Ora, não me f*. Esta não é a ponta de iceberg nenhum. O iceberg começa na assembleia da república. Se começarem por lá então podem crer que apanham todos.
Ah, já agora: e o processo casa pia? Já acabou? Nunca mais falaram do assunto... mexe com gente graúda, não é? Então vai ser este processo do apito furado o exemplo para o resto? Não, é o bode expiatório que serve para calar o "pobo" e desviar as atenções, enquanto avançam com um projecto megalónamo para um aeroporto que nos vai endividar por anos e que certos *notáveis* vão encher o bandulho, pois já compraram os lotes de terreno à muito tempo.

dragaovenenoso disse...

Já agora, e o que se passa com autarcas que usam de informação priveligiada para comprarem terrenos que são reservas agrícolas, para depois os converter em lotes passíveis de ser urbanizados, ganhado 5 a 10 vezes mais o valor que pagaram?

E há tantos exemplos...este apito desgraçado é mesmo O processo ideal para desviar as atenções de mais de metade do país. Só quem tem sede de VINGANÇA é que dá ouvidos a uma fulana à qual nunca passaram cartão. Acusa-se a ela própria, nunca vi tal coisa! Como é que podem dizer que o MP lhe concede o estatuto de arrependida se ela já disse tudo nesse chorrilho de asneiras?! Com este famigerado *livro* (nem sei que nome terá) os editores deram um tiro no pé, por aceitam qualquer m* que venda. Nunca mais venham dizer que são defensores da qualidade.

Anónimo disse...

O pintinho (JVP) mudou de opinião e safou o veigarista. Querem mais? Então diz-se uma coisa, depois muda-se o depoimento e não lhe acontece nada?! Não mentiu? Então o que foi? Amnésia??

Enfim...