domingo, 28 de janeiro de 2007

DAY AFTER

O day after do esbulho, confirmou aquilo que escrevi. Nada a que não estejamos habituados, mas convém agir como se fosse a primeira vez. É precisa união, atenção e, os melhores jogadores, precisam de fugir a tudo que potencialmente dê origem a expulsões. Eu sei que é difícil furtar-se ao contacto. Sei também que roça o ridículo isto que vou escrever a seguir. Mas é preferível o Quaresma ter os queixos partidos ou o Anderson o joelho trucidado do que serem expulsos e sumariamente castigados por respirarem para cima dum adversário.
Estamos de volta aos tempos do "Donos da Bola". Ou pior ainda. A união dos adeptos em torno da equipa é cada vez mais necessária. A missão dos capitães e da Direcção é mais premente do que nunca.
Atentemos no que se passou ontem, o day after. Nos resumos que vi na SIC e na RTP, nem um penalty mostraram, nem comentaram a expulsão. Escamotearam também o lance da inexistente falta que deu origem ao golo leiriense e os dois foras de jogo que assinalaram mal a Postiga quando este ia isolado para a baliza. O costume. Mas, houve pior. Houve quem escrevesse que o Porto não tem direito a falar sobre arbitragens vergonhosas. Para quem não acredita, vejam.
Isto é claramente uma consequência do "apito dourado". O desejo secreto deles (eles é sinónimo de país não portista) é, claro, a prisão de Pinto da Costa e a descida do Porto aos regionais. Mas como sabem que alcançar tal desiderato é impossível, contentam-se com consequências mais tangíveis e imediatas. Veja-se o que nos aconteceu já esta época. O líder do campeonato, com o ataque mais mortífero, praticamente não tem penalties assinalados a favor. Já tivemos bolas um metro dentro da baliza sem que fosse marcado golo. As entradas assassinas, com maxilares e joelhos fracturados não foram sancioandas sequer com falta. No entanto, ao primeiro encosto de cotovelo dum nosso jogador, o resultado foi o que se viu. Sabem quem foi o Calabote de serviço no PortovsBoavista? Ele mesmo - Elmano Santos. Que deixou Roland Linz e Cª oferecer um autêntico festival de pancadaria e agressões, sem expulsar ninguém.
O esquema é simples. Os árbitros, uns, corruptos, outros, por amor ao seu clube, outros apenas para se protegerem, prejudicam sistematicamente o Porto. A comunicação social escamoteia e a CD castiga. Simples e eficaz. O site maisfutebol ainda antes do jogo acabar, já escrevia que Quaresma ia falhar dois jogos. Sim, antes que alguém se lembrassse que o reincidente Nuno Gomes recentemente só fora punido com um jogo. Alguém acredita numa punição inferior?
No meio de tudo isto, um detalhe de somenos importância. Valha a verdade, Tixier, no final do jogo disse algo como: "Vi as imagens e não acredito que Quaresma me tenha agredido". Tu não Tixier. Mas o Calabote e a imprensa não tiveram dúvidas de que foste alvo duma bárbara agressão.
Não tendo já entre nós o Bicho, o Comendador ou outras grandes referências, e tendo o nosso Presidente mais ocupado em dar trabalho a meretrizes ou a tentar defender-se do Apito Dourado, a nossa resposta é hoje mais difícil do que em outras ocasiões. Esperemos que a consigamos dar e que, no fim e tal como escrevi ontem, no final esfreguemos mais um título nas ventas desta escumalha ressabiada.

5 comentários:

Corey Taylor disse...

"O costume. Mas, houve pior. Houve quem escrevesse que o Porto não tem direito a falar sobre arbitragens vergonhosas. Para quem não acredita, vejam."

Mas em resposta o grande Jorge Maia d' O Jogo respondeu aqui:

http://www.ojogo.pt/22-341/artigo607181.htm

Vamos ser campeoes ker eles keiram ou nao...somos os melhores e o resto é paisagem

Anónimo disse...

Mais vergohas em
http://www.queixas.co.pt/popup.php?id_queixa=11059

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Luís Santos disse...

Anonimo:enquanto fizeres juz ao teu nick não mereces credibilidade nenhuma.Mais não digo...

Luís Santos disse...

Anonimo:enquanto fizeres juz ao teu nick não mereces credibilidade nenhuma.Mais não digo...