quarta-feira, 4 de novembro de 2009

LCE Jornada 4: Pragmáticos

Mais uma vez o jogo foi fraco, atabalhoado e confuso, sem norte ou linha de rumo. São onze bons rapazes em campo (às vezes são só 10...) mas muitas vezes nem parece que treinam juntos todos os dias!

O caso só não é mais preocupante porque o ano passado isto já acontecia (Setembro e Outubro foram meses negros, muito fracos) mas depois a equipa encarreirou e após o jogo dos quartos de final da LCE contra o At. Madrid a até fizemos coisas muito boas.

Por isso ainda dou algum crédito e tempo ao treinador, fui até dos que defendi que o Jesulado de 2009 merecia continuar no FC Porto, já o que esteve lá até ao final de 2008 não... Basta atentar na quantidade de vezes que o treinador já assumiu esta época que entregamos ao adversário a primeira parte para se perceber a quantidade de vezes que ele falhou no plano táctico e escolha de equipas iniciais este ano para se perceber como o Jesualdo está em baixa forma.

Em todo o caso, apesar do dominio quase espurio de ontem, o pragmatismo e o regresso aos golos do Falcao permitiram o que interessava: ganhar e garantir o apuramento imediato para a fase seguinte. E permitiram tambem amealhar mais uns milhões de euros que tanta falta fazem sempre.

Ontem, mais que a exibição ou algum jogador em particular, destacou-se o resultado e o que ele permitiu atingir.

Agora resta fazer bons resultados nos dois jogos que faltam e relançar, internamente, a candidatura ao titulo ganhando todos os jogos até ao final deste ano para a liga portuguesa. A começar já no próximo fim de semana contra o Maritimo, o que não será nada fácil, na Madeira.

4 comentários:

Ricardo disse...

Não me lembro de uma exibição tão (irritantemente) displicente como a de ontem!

O Dragão disse...

Foi mau demais para ser verdade. Digo mesmo desesperante...
E por mais que o Porto jogasse mal o ano passado, nunca o vi a jogar tão mal...
Valeu o resultado e, se calhar, uma ilação a tirar. O Cebola deverá sentar o cu no mocho e aprofundar-se a dupla Farias, Falcão...
Houvesse coragem e veríamos as consequências...

Dragaopentacampeao disse...

Vitória justa num jogo de dificuldade média face à pouca valia do adversário, um dos mais fracos, que me lembro do FC Porto ter defrontado a este nível.

Objectivo já conseguido e só por isso Jesualdo e a equipa estão de parabéns.

Talvez esteja a ser exageradamente exigente com esta equipa, mas não consigo compreender a falta de qualidade patenteada contra equipas de menor dimensão. Curiosamente, o único jogo em que o FC Porto, demonstrou classe foi exactamente o que perdeu frente ao Chelsea, alcançando um resultado injusto.

Chega a ser desesperante ver falhar tantos lances, tantos passes e tantas oportunidades de golo, daquelas que não se admitem nem aos principiantes.

Este é um Porto(no momento) recheado de «Marianos» (lutadores, trapalhões e perdulários). Desta forma o objectivo dos oitavos ficaria mesmo por aí.

Acredito que há margem para melhorar. Só pode melhorar.

Jesualdo lá vai levando a água ao seu moinho, ainda que sem o brilhantismo que faz reviver em nós a convicção da glória. Do mal o menos!

Um abraço

Ricardo de Sousa disse...

Vamos com calma...
Tal como diz o Pavão, no ano passado por esta altura estávamos muito mal também e veja-se como terminou a época.
Este ano até temos mais pontos que à mesma jornada da época passada.

Abraço