segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Jornada 10: nova derrota e mais pontos perdidos

E o pior é que não se vê a força anímica nem a moral na equipa para dar a volta. Com o treinador em má forma, mais um onze inicial falhado e mais uma parte de vantagem ao adversário, para não dizer 60 minutos, e com declarações finais do género "foi o pior jogo da temporada e sem os internacionais que vão para as selecções não vamos poder trabalhar em conjunto sobre esse mau momento"...

Estou a ficar muito preocupado.

Cada vez mais.

Se esmiuçarmos o jogo de ontem, temos 3 períodos de meia hora cada. Dos 0 aos 30 minutos uma nulidade absoluta, resultando num autogolo que veio trazer o que já se adivinhava a qualquer momento.
Dos 30 aos 60 minutos houve uma ténue reacção mas sem alma nem chama, não criando nenhum perigo evidente. A substituição de Guarin pelo Mariano também não trouxe nada de novo, como seria de esperar. Se a ideia de colocar Guarin no inicio ainda se compreende no plano meramente teórico - dar mais peso ao meio-campo - dificilmente é entendível porque para mim o meio-campo tem mais com jogadores que segurem a bola e a distribuam, como o Bellushi, e não como o Mariano ou o Guarin... Mas isso é uma teoria minha que não percebo nada da poda...
A partir dos 60 minutos, com a entrada do Farias e o sistema de 4-4-2 o FC Porto entrou no desespero de atirar bolas para a dupla de F's a ver se um deles descobria o caminho Marítimo da Madeira, com os resultados que se viram: só aos 84 minutos Falcao teve uma verdadeira oportunidade de golo no jogo, que esbarrou na excelente defesa de Peçanha. Quando o desespero foi total, até tirou o defesa-direito e colocou um médio mais, que nada trouxe de positivo à equipa que estava já perdida.

Resultado: derrota depois de empate em casa. E depois da nulidade que têm sido os últimos jogos todos, como bem referiu o Azulão, o que nos resta?

A equipa nos próximos dias, semana e meia, para ser correcto, deverá treinar amputada de 3 portugueses, 1 uruguaio e 1 brasileiro, ao serviço das respectivas selecções. O que até é menos grave do que poderia se supor, visto que os colombianos ficam, bem como o romeno e os argentinos, para além de que por vezes ainda há mais portugueses e brasileiros em viagem... Chegam a ser 11 ao mesmo tempo, se forem apenas 5 é menos de metade do problema... Resta ao treinador trabalhar para dar a volta a este período negro. Tem 15 dias e um jogo fácil da Taça de Portugal para mostrar que consegue. Ou então o caldo estará entornado e o divórcio entre adeptos e equipa será real, com os assobios e lenços brancos a entrarem pelo estádio dentro... E isto não é uma ameaça, é a constatação que vai acontecer! Se mesmo quando ganha e vence os campeonatos ele não consegue ser consensual...

Estamos num momento crucial da época. Ainda nada está decidido, mas era essencial vencer todos os jogos até ao final deste ano, para nos aproximarmos ou, até, conquistarmos a liderança do campeonato na passagem de ano, conforme aqui escrevi na análise ao jogo da LCE no Chipre. As condições são ideais: apuramento na LCE resolvido, só em Janeiro ou Fevereiro voltamos a pensar na Europa, pelo que se exige que até lá o campeonato fique encaminhado; assim, não só ganhava força anímica para esses jogos dos oitavos de final como preparava o festejo do penta. Se a equipa não consegue reagir então o caso motiva a intervenção da SAD. Porque corre o risco de não participar na LCE do próximo ano, com os prejuízos que isso acarreta.

Este é, por isso, o momento único para dar a volta à situação.

6 comentários:

Anónimo disse...

Dificuldades, não é com muitos portistas, actualmente...

E depois todos (ou quase) falam de catedra, sabem à brava do assunto, são bem mais do que os "150" de que falava o "outro" !!!


Ai, ai, Sr.Pinto da Costa, depois de si, vão ser os proprios portistas os COVEIROS do clube , com o "sulismo e elitismo" a rir-se sem parar.

Numero Dez disse...

O blog Sector Ofensivo procura alguém que esteja interessado em defender as cores do F.C.Porto! Os requisitos mínimos são dinâmica, disponibilidade boa escrita, e acima de tudo que defenda o seu clube fervorosamente! Se estás interessado diz-nos o que achas que poderás acrescentar ao sector, e deixa a tua “candidatura” no mail do blog.
Saudações

http://sectorofensivo.blogspot.com/

Dragaopentacampeao disse...

Jogo decepcionante na sequência de um conjunto de jogos de fraco nível, que nem mesmo a passagem aos oitavos de finais de CL conseguiu disfarçar.

Os problemas que a equipa atravessa são mais que muitos com origens diversas: A necessidade de vender os melhores activos, a dificuldade de integração dos novos, o inicio do trabalho a conta gotas em função de aquisições tardias e chegada dos internacionais com semanas de trabalho já decorridas e por último as lesões que têm afectado um melhor rendimento.

Estou convencido que uma boa parte das aquisições tem potencial para se impor nesta equipa. Mas Jesualdo não permite.

Não compreendo como onze aquisições não tenham servido para nada!

Resta-nos apelar à nossa paciência e paixão clubista para continuar a acreditar que ainda é possível levar a nau a bom Porto.

Um abraço

JJJ disse...

E será que o Varela vai voltar a jogar ou vai continuar a dedicar-se à EQUITAÇÃO?

Há lesões musculares complicadas... deve ter sido a agulha que em vez de dar na veia, deu no musculo!

Anónimo disse...

Não há treinador que resista ..erro crasso pensar que o meireles podia fazer de lucho...meio campo vulgar que temos...vamos penar esta ano..
Quanto ao hulk que deixe de frequentar a taberna do infante...FACTO

Petição disse...

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
Revolucionar o Futebol profissional em Portugal, pela implementação de um novo modelo de gestão, financiamento e organização.

Petição em:
http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/