domingo, 18 de setembro de 2011

Vitor Pereira tem tiques de Jesualdo...

Depois do jogo de hoje, já não me restam quaisquer dúvidas... Vitor Pereira não tem unhas para tocar a nossa viola...
No jogo de hoje conseguiu, vezes sem conta, complicar aquilo que seria mais fácil... Tirou sempre quem se poderia posicionar em frente à baliza e não foi capaz de meter o Walter.
E aqui reside a primeira de muitas questões. Se Walter não é para jogar, porque carga de água é ele convocado???? Se quando precisamos de marcar golos tiraos avançados e metemos médios, para que raio é convocado o Walter, jogador que até tem uma boa média de golos em face dos minutos jogados na época passada??
Com as substituições que fez, Vitor Pereira não só demonstrou que não tem coragem, como demonstrou que é dos típicos treinadores portugueses que aguarda pelos últimos minutos para mandar toda a gente para a frente, sendo certo que aos médios faltou-lhes sempre uma referência de área...
Nõa, não é Hulk que justifica tudo. Não é o Kléber ser verde, mas sim a insistência do treinador nele, quando poderia apostar no Walter...
Não... VP... Aprendeste muito com o Jesualdo... Assim não vamos longe...

1 comentário:

Dragaopentacampeao disse...

Dois pontos perdidos por culpa de uma exibição deplorável, caracterizada por uma atitude contraproducente, que eu imaginava já completamente erradicada do seio deste valioso plantel. Engano meu e quiçá do próprio treinador que ao invés de corrigir alguns excessos de confiança ajudou a complicar a situação.

Quem porfia, mata caça, quem relaxa passa «traça». Foi o que aconteceu exactamente.

O nulo no marcador reflecte a atroz incapacidade de acertar na baliza. Na primeira parte os nove remates portistas não foram na direcção da baliza e na segunda, os remates mais perigosos esbarraram nos ferros. Varela teve a baliza escancarada e atirou para fora...

Mau de mais para um plantel composto de gente capaz de fazer imensamente melhor. As faltas de Álvaro Pereira e Hulk não chegam para justificar tamanha incompetência.

Que todos aprendam a lição pois exibições similares serão certamente repudiadas pelos incansáveis apoiantes portistas, únicos que mereciam a vitória.

Um abraço