quarta-feira, 20 de abril de 2011

Glória e honra do FC Porto


Imagem Mais Futebol

Mas que noite fantástica.

Acreditei muito, como aqui escrevi, que íamos conseguir. Mas confesso que após aquele falhanço no final da 1º parte do Falcao, temi que não conseguíssemos, pelo menos, passar de eliminatória.

Mas com uma segunda parte de luxo, novamente fizemos história. A vitória por 3-1 era a minha aposta. Como disse hoje de tarde, mesmo que sofrêssemos um golo acreditava na passagem. E assim foi.

Fantástico jogo do Moutinho, merecidamente marcador do 1º golo. Falcao, enorme a defender e a atacar, grande golo! Mais um... vão 8 nos últimos 5 jogos! Hulk foi determinante. Beto esteve bem e seguro, não falhou uma vez. Otamendi e Rolando são a melhor dupla de centrais. Palito e Sapunaru estiveram bem a defender e apoiaram ainda o ataque. Fernando fez um jogo quase perfeito. Micael fez esquecer que não havia Guarin nem Belluschi. Cebola correu quilómetros e foi exemplar na equipa.

Mas o homem do jogo é, para mim, o treinador André Villas Boas! Um verdadeiro treinador de topo e que sabe montar a equipa e as estratégias antes e durante o jogo. Obrigado, Mestre André!

Este FC Porto, é muito bom. Como já o disse, tem no DNA o gene para quebrar recordes. Que época fantástica, os 5-0 no Dragão, as duas vitórias na casa deles, deixaram escritas a letras de ouro a glória e honra no Livro de Honra mais vitórias sem igual.

Venha agora o Setúbal e o Villareal para completarmos o fantástico mês de Abril que estamos a ter. Que, a continuar assim, será para repetir o título de "melhor clube do mundo no mês"...

Para terminar, ouvi agora o JJ dizer que o que "queria era estar na posição do FC Porto". O problema é que para isso, está no clube errado e neste momento, quem tem o AVB a treinar, não o quer nem para apanha bolas...


Visitado, 1 x FC Porto, 3

FC Porto: Beto, Sapunaru (Sereno, 87), Rolando, Otamendi, Álvaro Pereira, Fernando, Rúben Micael (James Rodriguez, 62), João Moutinho, Cristian Rodriguez (Varela, 74), Hulk e Falcao.
Suplentes: Pawel, Mariano, Sereno, Varela, Walter, James Rodriguez e Souza.

Ao intervalo: 0-0

Marcadores:
0-1, João Moutinho, 64 minutos.
0-2, Hulk, 72.
0-3, Falcao, 74.
1-3, Cardozo, 80 (grande penalidade inexistente...)

5 comentários:

Anónimo disse...

Uma anedota tirada do site das galinhas! "A equipa de Jorge Jesus entrou em campo com um grande sentido de inteligência táctica, o que lhe permitiu ter o total controlo de jogo durante a primeira parte. Apesar de estar em desvantagem na eliminatória, fruto da derrota no Estádio do Dragão por 0-2, o adversário jogou só à defesa, baseando claramente a sua estratégia de jogo em lances de contra-ataque. ... O oponente só incomodou Júlio César perto do final, mas o guarda-redes brasileiro foi gigante na forma como travou o remate de Falcao no interior da área (40’)." LOL Quem escreveu isto devia estar a comentar um jogo na Playstation so pode!

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem fizemos mais um jogo memorável, que irá ficar para sempre nas nossas memórias.
Na primeira parte entramos bem tacticamente no jogo numa de "apalpar" terreno, e ver o que o Benfica queria do jogo.
E não foi preciso muito tempo para perceber que eles estavam borrados de medo, festejavam cada defesa do seu guarda-redes como se um golo fosse.
O Albicastrense mouro, inclinou o campo, assinalando sucessivos livres laterais inexistentes, pois esta "virgem" de Castelo Branco sabe que só por essa via o seu clube podia criar perigo.
Não viu uma agressão bárbara de Luisão a Otamendi, e consequente expulsão e penalti, e fez a sua sinfonia do apito, que o Porto transformou numa ópera de bem jogar futebol na segunda parte.
De salientar que na primeira parte tivemos a melhor oportunidade, com a perdida clamorosa de Falcao, que deu lugar a festejos encarnados na bancada ... Ridículo!

Na segunda parte fomos para cima do Benfica, e demos um banho de bola e uma lição de jogar futebol. Muito bem Villas-Boas nas alterações tácticas.
Depois dos 3-0 a nosso favor o albicastrense entrou em acção assinalando um penalti inexistente, o que fez com que Sapunaru perdesse a cabeça e requisitasse a substituição. No final Sapunaru de cabeça perdida, dirigiu-se ao árbitro e acabou mesmo por ser expulso, por segundo amarelo. De ânimos exaltados, tudo o que era vermelho e mexia, era um alvo para o romeno injustiçado pelo penalti que lhe foi tirado.
Para terminar no novo salão de festas do Porto, dá-se mais um ridículo. Os stweards impedem que os jogadores do Porto festejem com a claque, empurram Beto e Acácio Valentim, e Sapunaru enraivecido corre em direcção a eles, e só a pronta intervenção dos colegas evitou a entrada nas urgências hospitalares de qualquer um deles...pois meus amigos uns sopapos do Sapo devem aleijar... e só se perdiam as que caíssem no chão!

Destaque individual para Moutinho ... que jogo fantástico!!! Alvaro, Otamendi, Beto, Sapo, Ruben, Cebola, Fernando e Rolando também com excelentes exibições. Hulk e Falcao foram decisivos nos momentos chave carimbando a reviravolta.
Nota positiva para o mestre da táctica JJ que deixou Aimar no banco (borrado de medo), prendeu Coentrão na marcação a Hulk (o Sapo agradece). :)

Nota negativa para o albicastrense mouro, que tornou difícil um jogo fácil e para os stweards.

A glória é efémera, e agora só está na nossa mente a conquista da Liga Europa.

Abraço e boa páscoa

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com

austria87 disse...

BOA-TARDE

QUE DIA,SÓ ALEGRIAS NO FUTEBOL COMO NO ANDEBOL...

SAUDAÇÕES AZUIS E BRANCAS

DESPORTO ALENTEJO disse...

VOTE NO F.C.PORTO PARA VENCER A LIGA EUROPA EM:

http://www.montemor-evora-arraiolos.blogspot.com/

PEÇO O FAVOR DE DIVULGAREM SFF.OBRIGADO

100% Dragão disse...

Bom Dia

Foi de facto uma grande vitória.

e mais uma humilhação.

Cumprimentos

http://100porcentodragao.blogs.sapo.pt/