quinta-feira, 7 de abril de 2011

Jogo de mão cheia

Foi, deixem-me dizer, uma segunda parte de luxo! Entusiasmante, bem jogada, com rapidez e fluidez, sempre na direcção da baliza de Dykan.

Falcao, finalmente, fez as pazes com as balizas e foi o homem do jogo, com o 2º hat-trick europeu e isolando-se na liderança dos goleadores da competição.

Belluschi e Cebola entraram muito bem, poucos minutos mas cheios de garra e vontade. Moutinho continua a encher o meio campo e Fernando está, finalmente, em boa forma. Apenas Maicon continua ser um teste aos cardiacos do FC Porto - só se safa no ataque e prová-lo lá marcou mais um hoje.



Foi um FC Porto demasiado forte para os russos, que em inicio de época, não aguentaram a alta rotação do futebol do FC Porto, nem tão pouco conseguiram encontrar solução para o carrossel que o meio campo pratica com a bola. A pressão alta funcionou também muito bem e a coesão da equipa foi fantástica - falhou apenas um momento, uma pequena desconcentração, que valeu um golo.

Assim, para a semana jogaremos novamente no sintético de Moscovo mas com este resultado, o jogo será sempre mais fácil. E dia 28 de Abril, receberemos o Villareal, talvez o mais forte opositor que ainda teremos pela frente, que hoje despachou com igual resultado os tenrinhos holandeses do Twente, um 5-1 com Nilmar a marcar dois golos - atenção a este jogador.

Perante 38.219 espectadores, o FC Porto jogou assim:
FC PORTO: Helton «cap.»; Fucile, Rolando, Maicon e Alvaro Pereira; Fernando, Guarín e João Moutinho; Hulk, Falcao e Varela
Substituições: Guarín por Belluschi (69m), Varela por James (72m) e Hulk por Cristian Rodríguez (80m)
Não utilizados: Beto, Walter, Souza e Otamendi: Beto, Walter, Souza e Otamendi

Ao intervalo: 1-0
Marcadores: Falcao (37m, 84m e 91m), Varela (64m), Maicon (70m) e Kirill Kombarov (77m)

4 comentários:

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Grande noite europeia do nosso FC Porto, com uma segunda parte de grande nível, e a conseguirmos um resultado que praticamente carimba a passagem às meias-finais onde iremos defrontar o Villarreal.

O Spartak entrou melhor no jogo, e o tridente de meio campo composto por Ibson, Alex e Rafael, conseguiram ganhar o duelo da posse de bola, e tiveram uma excelente oportunidade para marcar por Wellinton. Marcamos numa excelente jogada de ataque, e podíamos ter marcado mais 2 ou 3 golos, relembro os dois cabeceamentos falhados de Varela.

A partir do momento que Fernando conseguiu acertar na marcação ao criativo Alex, e Guarin a Ibson, o Porto partiu para uma exibição de grande nível.

Pena foi o golo sofrido numa desatenção defensiva, sem a devida compensação da subida de Alvaro no corredor. Já antes desse lance pela direita o Spartak tinha cruzado com perigo para área.

O nosso tridente ofensivo esteve excelente, com Falcao a realizar uma exibição fantástica e plena de eficácia.
Grande duelo com Rossi na luta pelo título de melhor marcador da competição.

Guarin esteve muito bem no lançamento dos colegas de ataque, e Moutinho foi o pêndulo que tapou buracos e fez aqueles cortes que ninguém dá por eles, mas que são importantíssimos.

Fucile e Alvaro muito bem a atacar, descurando por vezes a defesa.

Rolando e Maicon demoram a acertar a marcação ao irrequieto Wellinton, mas a partir do momento que Fernando fechou a tranca da defesa, foi-lhes facilitado o trabalho, acabando mesmo Maicon por marcar um excelente golo e Rolando muito perto de marcar também.

Helton ... fantástico, é como o vinho do Porto, quanto mais velho melhor!

Excelente o apoio dos nossos adeptos, que fizeram grande festa, e foram presenteados com um Porto Vintage na segunda parte.

Na segunda eliminatória temos de ter atitude séria apesar da vantagem alcançada nesta 1ª. mão, mas as dificuldades serão muitas devido à longa viagem e relvado sintético.

Temos tudo para ir à final e sonhar novamente com a conquista da Liga Europa.

Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

P. Ungaro disse...

Boas,

Mais feito brilhante na carreira do FC Porto esta epoca, não só pela goleada mas fundamentalmente pela entrega ao jogo que podia ser complicado na "ressaca" da vitoria no campeonato.
Temos treinador, temos equipa, temos entrega e raça para estar e Dublin !!!

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com

Dragaopentacampeao disse...

De vitória em vitória, o FC Porto vai cumprindo na íntegra o seu destino que é VENCER.

Depois de dois títulos já garantidos (Supertaça e Campeonato nacional) os Dragões lutam ainda em duas frentes (Liga Europa e Taça de Portugal).

Também nestas, a ambição continua intacta, apesar da desvantagem na TP.

O FC Porto deu ontem um passo decisivo para a passagem às meias-finais da LE, com mais uma vitória justa e contundente.

Apesar de uma entrada no jogo um pouco displicente que nos podia custar caro, a equipa, logo que se conseguiu soltar do espartilho russo, partiu para uma exibição segura e intensa, coroada com belos golos.

Falcao foi um dos heróis da noite ao apontar três dos cinco golos portistas. Mas quase todos estiveram em bom plano, ultrapassada que foi a primeira meia hora de desconcentração, precipitação e desacerto quase geral.

Bom, depois foi o bom e o bonito. Equipa dinâmica, esclarecida, demolidora e imaginativa. Os golos acabaram por ser a sequência lógica do melhor futebol ofensivo então praticado. Se o acerto no capítulo do remate fosse completo o resultado poderia ter sido por números escandalosos.

Com esta gorda vitória, a viagem a Moscovo ficou mais desanuviada. Mas teremos de ser competentes para garantir mais uma vitória para continuar a cumprir o nosso destino.

Um abraço

Artur Guedes disse...

Excelente segunda parte do FC PORTO e enorme jogo de R. FALCAO, que grande jogador:

(com musica de uma canção da Dina)

Jogou, marcou e "não" foi de cabeça
Falcão não há quem não te conheça
És um goleador ...
Fazes com que o Porto mais cresça

http://omundoazulebranco.blogspot.com/