sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Meio a zero!

Tem razão o Tomás Costa quando diz que basta ganhar meio a zero. Porque a realidade é uma só: para nos mantermos na corrida pelo penta, precisamos de duas coisas - ganhar sempre e esperar que os outros vão perdendo uns pontos aqui e ali.

Mas como o Tomás Costa já deve saber porque está na equipa há mais de um ano, quando o FC Porto estiver a ganhar meio a zero, os adeptos vão exigir que marque mais meio, e mais meio, e mais meio... Porque só ganhar não basta, é preciso ir sempre mais alto, mais forte, mais longe...

Honestamente, as minhas expectativas para Domingo são, em primeiro lugar, que o FC Porto ganhe. O que não vai ser fácil, porque os lagartos ganharam moral ontem e porque o João "pode ser o João" Ferreira não vai ajudar, como é evidente. Em segundo lugar espero que o FC Porto continue na senda dos bons jogos que tem feito, com um futebol bonito, incisivo e acutilante, bem aberto às laterais e com penetrante ao centro, com um olho na meia distancia do Meireles e do Ruben.

Penso que o FC Porto jogará com Helton, Fucile, Bruno Alves, Alvaro Pereira, Tomás Costa, Meireles, Rubén, Mariano, Varela e Falcao. Mas eu trocava o Mariano pelo Belluschi, num trio colocado no meio campo ofensivo e com o Falcao na frente e o Varela solto nas alas, de preferência a esquerda para cair em cima da fraca ala direita dos lagartos (bem, na realidade, são ambas fracas).

E depois esperar que o Braga e o Leixões façam o que têm de fazer: perder pontos o primeiro e ganhar pontos o segundo...

6 comentários:

Eduardo Caldeira disse...

O Blog "Dragões Azuis" está de volta, visitem-nos caros portistas.

http://dazuis.blogspot.com/

dragaovenenoso disse...

Espero sinceramente que o Jesualdo não mude a equipa. Lá por o Rodriguez estar operacional, não quer dizer que esteja com ritmo, que obviamente não está.
RElativamente à equipa que o Pavão espera que entre em jogo, apenas mudo o Tomás Costa pelo Fernando. Entre ter maior capacidade em recuperar bolas ou ter uma melhor qualidade de passe, prefiro o Fernando. Também prefiro lançar o Mariano porquer ele ajuda muito mais na defesa. Além de que, frente ao guarda-redes atrapalha-se todo e pode ser que o engane também, à semelhança do jogo com o Manchester na época passada. O que me preocupa bastante neste momento é o lado esquerdo que aparece muitaas vezes apenas com o Álvaro Pereira a defender. Ela dá conta do recado se for um avançado, mas se aparecerem dois...

Finalmente, a equipa tem de manter na cabeça que não são onze que estão contra nós, mas treze, porque há o público e um sistema montado para nos prejudicar. E neste momento, o que interessa é impedir que o FCPorto entre numa fase de vitóras consecutivas, pois se isso acontecer a mouriscada cai como um baralho de cartas.

Anónimo disse...

28/02/2010
João Pinto: «Nesta casa queremos sempre mais»

O Sporting está mais próximo do que fez com o Everton e não daquilo que a classificação da Liga possa indiciar. A convicção de João Pinto, revelada em entrevista ao www.fcporto.pt, não esbate, todavia, a ambição do FC Porto. O clássico deste domingo é para ganhar. Porque o Dragão não se cansa de o fazer.

Sporting é forte
«Nesta casa sempre pensámos que o Sporting está mais perto daquilo que fez com o Everton do que propriamente das jornadas que vinha a realizar anteriormente. O Sporting é constituído por um grupo de jogadores forte. Para o campeonato, as coisas não têm corrido da forma que mais desejavam, mas este jogo da Liga Europa veio colocar o Sporting no seu devido lugar.»

Classificação não joga
«A classificação não quer dizer muito nestes jogos. Da nossa parte, sabemos que iremos encontrar uma equipa forte, num jogo difícil, mas que, respeitando o adversário, neste caso o Sporting, como respeitamos todos os outros, a nossa intenção é fazer o melhor jogo possível e conseguir os três pontos.»

Cansaço é um bom sinal
«Não acho que o Sporting esteja mais cansado. Há 15 dias ou três semanas, quando defrontámos o Sporting no Dragão, o FC Porto teve menos tempo de recuperação e conseguiu o resultado que conseguiu. Penso que isso também ficou a dever-se ao mérito que tivemos. Este será o 15º jogo em mês e meio… Também não temos tido muito tempo para treinar. Mas ainda bem que isso acontece, porque é sinal que o FC Porto ainda está em todas as frentes, como estão as grandes equipas europeias. Ficaria mais triste se o FC Porto jogasse apenas de domingo a domingo e estivesse fora das grandes competições.»

Nomeação de João Ferreira

«Há um mês disse que era uma insensatez… O mister Jesualdo Ferreira tem dito, ao longo destes meses, que quer árbitros competentes para os jogos do FC Porto. Neste momento, penso que se há alguma incompetência, essa não tem a ver com o árbitro que nos vai apitar, mas sim com a pessoa que faz as nomeações para os jogos.»

Todos dão o máximo
«Se joga o Tomás Costa? Ainda não sei a equipa, mas qualquer jogador que ocupe a vaga do Fernando irá fazer aquilo que sempre têm feito, que é dar o máximo para que a equipa não se ressinta.»

Mais, sempre mais
«Cansado de vencer? Há 34 anos que estou neste clube e mal seria de mim se estivesse cansado de vencer. Nesta casa queremos sempre mais. Ao longo destes últimos quatro anos ganhámos muita coisa, mas queremos ganhar mais.»
site do FCP

Anónimo disse...

"Nomeações são incompetentes"

João Ferreira foi o árbitro escolhido por Vítor Pereira, presidente da Comissão de Arbitragem, para o clássico entre sportinguistas e portistas. Depois do polémico clássico da Luz, em que João Ferreira desempenhou as funções de quarto árbitro, já dirigiu um jogo do FC Porto, com a Académica. Motivos para João Pinto não concordar, outra vez, com a nomeação. "Há um mês disse que era uma insensatez a escolha de João Ferreira. O nosso treinador tem dito que quer árbitros competentes, mas, neste momento, a incompetência é da pessoa que faz as nomeações para os jogos, e não do árbitro escolhido. João Ferreira não tem culpa. É uma incompetência de quem faz as nomeações e uma irresponsabilidade. E não estou a falar apenas do nosso jogo, mas de outros também", disse.
João Pinto no Jogo

Anónimo disse...

Atendendo à resposta da equipa, e também dos adeptos, após a divulgação dos castigos, pode falar-se num FC Porto diferente?

Tudo que se tem passado é estranho. Se o Hulk e o Sapunaru estivessem aptos, as dores de cabeça seriam do nosso treinador e não de outras pessoas. De um lote de 23 ou 24 jogadores, seria bom que estivessem todos disponíveis devido à quantidade de jogos. Têm acontecido coisas que são uma grande injustiça contra o FC Porto. Aliás, há momentos em que essa injustiça é tão grande que os jogadores vão buscar forças onde não as têm para mostrar a raiva que lhes vai no pensamento. É inaceitável o que está a acontecer ao Hulk e ao Sapunaru. Fico triste. Estava presente no túnel da Luz e não vi razões para um castigo tão grande. Mas, o FC Porto une-se mais. As pessoas tudo irão fazer para que as ausências do Hulk e do Sapunaru não sejam sentidas. Não há nada neste país que nos faça mudar o rumo, que é o de lutar com todas as forças para terminarmos em primeiro lugar.
JoãoPinto no Jogo

Anónimo disse...

OUCH