sexta-feira, 3 de abril de 2009

Mais uma final amanhã

O jogo de amanhã, na cidade-berço, é mais uma final na nossa caminhada rumo ao tetra-campeonato. Que está cada vez mais próximo, não nos iludamos com outras histórias, basta ver a intensa actividade juridica que se tem vindo a desenvolver nos últimos dias em redor dos nossos dirigentes e jogadores, com castigos, sumaríssimos, sentenças e tentativas de desestabilização.

Que servem apenas para unir o plantel em torno de si próprio (mesmo sem o famigerado black-out que deverá estar a entrar em cena...) e em torno dos objectivo maior.

Também as declarações de alguns jogadores do Manchester são boas para espicaçar a malta para esses dois jogos.

Até nos nossos adversários temos sorte da maneira como abordam as coisas: internamente tentam ganhar na secretaria o que não conseguem em campo, externamente tendencialmente menosprezam-nos e depois descobrem o verdadeiro valor dos nossos dragões em campo.

Este sábado, como dizia há pouco, teremos um jogo que se não ligarmos o descomplicador logo do minuto 0 poderá tornar-se muito, muito dificil. Tradicionalmente a visita ao D. Afonso Henriques não é fácil, e numa altura em que eles se aliaram aos lampiões e nós "trocamos" o apoio que lhes davamos pelo apoio ao Braga, mais ainda os animos nas bancadas e por extensão no campo se vão revelar mais exaltados. Para além disso, o futebol que jogam, com o Moreno e o Flávio Meireles sempre nos limites da dureza e outros jogadores que contra o nosso FC Porto dão o litro, vai determinar do nosso onze uma postura de contenção de bola, calma nos momentos defensivos e rapidez de execução nos momentos ofensivos como forma de ultrapassar mais este obstáculo.

A exclusão do Lisandro é problemática pelo vigor e tenacidade que imprime no ataque e provavelmente iremos ter o Farias na frente de ataque. Pessoalmente, não desgosto dele, acho que tem mais capacidades do que aquelas que tem vindo a mostrar (nas poucas oportunidades que dispõe, está claro) e confio nele. Mas também não me admirava que o Jesualdo deixasse só a dupla Hulk-Cebola no ataque e fosse reforçar o meio campo com mais uma unidade, deixando ao Lucho um papel tipo número 10.

Em todo o caso, o importante é fazer uma boa gestão do esforço dos inúmeros internacionais que jogaram sábado, domingo, terça e quarta e que foram sujeitos a várias e por vezes longas viagens, para que no sábado estejam "fresquinhos que nem uma alface"... não, isso cheira-me a lisboa... prefiro "fortes e poderosos que nem uns dragões"!

A minha previsão para o onze inicial: Helton, Sapunaru, Bruno Alves, Rolando, Cissokho, Fernando, Meireles, Lucho, Farias (Madrid?, Guarin?, Tarik?), Hulk e Cebola.

3 comentários:

God...formerly known as Alceu... disse...

Ou muito me engano ou o Hulk vai levar porradinha até dizer chega...

chico disse...

ou muito me engano ou o Bruno Alves vai dar porradinha até dizer chega...

Nuno Silva Leal disse...

ou muito me engano ou o Flávio Meireles não vai por nenhum fora do campo em maca porque não vai jogar...