segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

COMO VAI SER?

O discurso de Jesualdo antes do grande embate de amanhã:
"Sabemos que um ou dois golos na fase de grupos não teriam a importância que têm nesta fase, e esse é um detalhe importante para quem quer seguir em frente".

"Mas não é essa ideia que está por trás do nosso trabalho, pois sabemos que esse espírito conduz a uma equipa amorfa, com menos capacidade e com medo, e portanto mais próxima de poder sofrer aquilo que não quer".

Apesar deste discurso, porque é que me cheira a Kaz? E a Farias no banco? E a mau resultado?

Posso estar enganado e até jogar o onze que todos queremos. E até pode jogar o Kaz e ganharmos. Deus queira, que por isso, amanhã esteja a ser fustigado pelos leitores.
Mas Jesualdo é excelente no discurso. E perito em não o colocar em prática nos jogos grandes, com resultados tristes. A ver vamos como vai ser. Pode ser que aquele estádio o estimule.

Por mim, não tinha que enganar: Helton, Fucile, Bruno Alves, P. Emanuel e Marek Cech - Lucho, R. Meireles e P. Assunção - Lisandro, Quaresma e Farias.

3 comentários:

Anónimo disse...

Nuno
Fucile, Bruno Alves, Stepanov e Lino
Lucho, Assunção, Tarik
Lisandro, Quaresma e Farias

Pedro Coelho disse...

Espero que o JF já tenha aprendido a manter o esquema base do Porto. As invenções nestes jogos dão sempre mau resultado.

Traficante de pneus disse...

Tive um pesadelo:

HELTON

JOÃO PAULO; PEDRO EMANUEL; B. ALVES E FUCILE

LUCHO; MEIRELES; P. ASSUNÇÃO E CECH

QUARESMA E LISANDRO