domingo, 19 de março de 2006

3-0 e Mac a marcar, os milagres acontecem

Apesar do futebol pastelão e pachorrento da primeira parte, finalmente vi o FC Porto a conseguir golear e, ainda por cima, o Mac a marcar (no Dragão julgo que há muitos meses não o fazia...) depois de na passada quarta-feira ter um feito um bis - coisa que não fazia, vejam bem, há uma ano e meio! Por essas e por outras é que o Gaucho (que ajogar em clubes como o Rio Ave, o Estrela ou o Marítimo já leva 100 golos em 10 épocas em Portugal) diz que o melhor goleador da Liga é ele, porque numa equipa onde os ponta de lança têm 1 ou 2 oportunidades por jogo conseguir chegar a esse número mostra que ele é melhor do que a maioria que aí anda nos grandes... E, de facto, se calhar ele tem razão!

Mas voltando ao jogo, depois de "ameaçar" que o Bruno Alves ia fazer de Pepe, afinal optou pelo Pedro Emanuel e recuou o Cech, fazendo regressar o Raul Meireles ao meio-campo. Apesar de continuar a achar que a táctica é má e que qualquer treinador que reforçe o meio campo (como fez ontem o treinador do Paços) consegue, no mínimo, criar problemas a este FC Porto que como jogada estudada tem o pontapé de abertura para a esquerda e como futebol corrido tem a procura de Quaresma para os centros tensos ou de trivela para a área à procura dos ponta de lança que este ano, pela primeira vez, resolveram um jogo da Liga sozinhos, salvo o erro.

De resto, o Bosingwa precisa de aprender a passar bolas e a centrar em condições. Não me lembro de um jogador do FC Porto fazer jogos tão maus como ele tantas vezes seguidas. O Raul Meireles está num momento excelente, joga simples, pensa rápido, passa rápido, simplifica e descomplica o jogo no meio-campo. Com um seleccionador normal, ele neste momento estaria no lote da Alemanha, com o AHG está "condenado" aos Sub21... O Paulo Assunção continua bem mas tem de soltar a bola mais depressa, perde muitas vezes a bola porque demora muito a fazer o passe e deixa os adversários chegar em cima dele. O Lucho está um luxo, como já é usual dizer-se. O Adriano é um bom ponta de lança, como ainda ontem se viu no seu golo cheio de oportunidade. O Anderson parece-me bom, um pé esquerdo excelente, que batalha muito, mas ainda é verde. Ainda precisa de rodar um pouco até atingir um nível de maturidade que lhe permita explorar ao máximo as suas fantásticas capacidades técnicas e atléticas.

Por fim, uma última palavra ao grande Baia. Até me doeu ler aqui alguns comentários de leitores a dizer que o Baia estava acabado. Por essas e por outras é que ainda há pessoas que acham que a Tulipa Negra serve para treinar o FC Porto e que o Bosingwa foi ontem o melhor em campo: é que o direito ao disparate numa democracia é total! Como ainda ontem o provou na única intervenção que teve de fazer durante todo o jogo, já no final e em período de descompressão da equipa, ele ainda continua a manter os seus reflexos e a sua capacidade de intervenção como nos melhores dias. Lá porque falhou uma vez ou duas, não quer dizer que esteja acabado. Pode ser uma simples queda de forma por causas tão simples como problemas familiares ou pequenas lesões que o "black-out" não ajuda a descortinar... Qunato mais não seja, o Baia, por tudo o que fez ao serviço do Porto e de Portugal é credor de um respeito da minha parte que não me permitirá nunca dizer dessa forma leve e indecorosa que simplesmente está "acabado"! Baia. Tu és grande!

11 comentários:

Aníbal Letra disse...

Para o Pavão, o jogo de há duas semanas Porto 3-0 Nacional, não existiu. Golos de McCarthy, Pepe e Lucho Gonzalez.

D2 disse...

Ia referir isso Aníbal Letra. E o Bosingwa jogou tão mal que até foi considerado o melhor em campo pelos adeptos..!

Nuno disse...

Pois, mas eu não pude ver (nem ouvir o relato tão pouco) desse jogo e o que eu digo é que há muito que não via esse resultado! E quanto ao Bosingwa ser o melhor em campo pelos adeptos que votaram, é como eu digo... O direito ao disparate em democracia é total e o Sócrates ainda não cobra impostos por isso, felizmente...

D2 disse...

Claro que o Sócrates não cobra impostos pelos disparates... Caso contrário terias muito mais cuidado ao escrever esta crónica de jogo.

Kinkas disse...

Pavao, simplesmente triste o teu POST! Admiro-te muito, mas neste, foste muito infeliz. Mais vale nao escrever nada do que dizer os disparates que colocaste no post. RIDICULO...

Ramos disse...

Enfim... que mais havemos de escrever?!?!?!?! A ditadura instalou-se no NOSSO Dragão! Desta vez vamos começar a crónica com um post retirado do MEGAFONE - www.adeptos.blogspot.com .E porquê copiar um texto em vez de escrever um original? Simplesmente porque o texto resume tudo o que pensamos sobre a ditadura Sadista que se instituiu e se vem acentuando cada vez mais nos jogos do NOSSO PORTO!!!

Aqui está o texto:

"Atitude estranha dos "stewards" do Estádio do Dragão, que vão ao sector dos Super Dragões retirar uma faixar a dizer... Acima de tudo, Porto."MaisFutebol, 18/03/2006, acompanhamento online do FC Porto-Paços de Ferreira. O comportamento dos "cães de guarda" da SAD só é estranho para quem for inocente. Por muito que as relações entre as claques e os dirigentes tenham azedado, existe algo que tem de estar acima de qualquer questão, que é a defesa do clube e o apoio à equipa. Quando são criadas dificuldades de acesso aos Ultras no Dragão, não sendo vendidos bilhetes a não-sócios para os topos, e existindo também manobras nos jogos fora (ver queixas do Colectivo...), é o FC Porto que sai prejudicado. O tal clube que vai continuar mesmo depois de passarem algumas pessoas que não têm noção da transitoriedade dos seus cargos e actual de forma ditatorial. Desta vez, os Super Dragões começaram a cantar desde o início do jogo (apesar do Colectivo manter o silêncio no primeiro tempo que dura há 4 jogos...), e quando quiseram deixar vincado que colocavam o emblema que apoiam acima de tudo, exibindo uma frase perfeitamente inócua, os "stewards" voltaram a actuar sem ter havido uma resposta como se sabe que a claque pode dar se um dia entender que é altura de o fazer. Por agora, tem vingado um pacifismo que sensibilizaria até a defunta Madre Teresa de Calcutá..."

Em pleno sec.XXI parece que estamos no tempo da inquisição.

- Não nos podemos expressar no nosso próprio estado? Não pagamos quotas? Não pagamos lugar anual? Não sustentamos os $adistas que por lá andam? De quem é o clube?

O CLUBE É NOSSO! NAO É VO$$O!!!!!!

Para concluir, apenas uma frase : Largos dias têm 100 anos!

>>Fotos já disponíveis na nossa GALERIA GdI
>>Video disponível nas próximas horas

GdI

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

Parece que há censura aqui no blog, ao eliminarem comentários de outros.

Luís Santos disse...

Já repararam que pelo segundo ou terceiro jogo consecutivo aque a equipa ataca na segunda parte para o sector contrario ao topo dos Super e dos sócios do Porto?Será coincidencia?Amanhã veremos.O Ricardo aparece sempre nos grandes jogos e grandes momentos.Amanhã ele voltará a aparecer...

Anónimo disse...

"O direito ao disparate em democracia é total"

Esta frase acenta que nem uma luva a este post.

Tristes adeptos tem o FCPorto.

Anónimo disse...

"Não nos podemos expressar no nosso próprio estado? Não pagamos quotas? Não pagamos lugar anual? Não sustentamos os $adistas que por lá andam? De quem é o clube?"

Se falam dos Siper-Dragões a resposta é não a todas as perguntas.
Quanto à última pergunta garanto uma coisa, de certeza que não é dos Super-Dragões. E ainda bem.