domingo, 30 de dezembro de 2012

Jogo 23 - Estoril, 2 x FC Porto, 2 - Taça da Liga, não era o Estoril Praia, era o deserto do Estoril

Imagem Público
Estava azeda esta rabanada que nos foi servida esta noite. Uma prenda de Natal de VP para esquecer. Ou para relembrar as imensas fragilidades do plantel que com 3 lesões ficou completamente destroçado quanto a alternativas de jogo e tácticas ao dispor do pseudo-treinador que temos.

Terminou assim o ano de uma forma agri-doce, sensaborão, como tem sido praxe desde que VP tomou conta da equipa em meados de 2011. Este tem sido o nosso destino com VP: vamos ganhando mas a custo, com sofrimento e com muitos desaires pelo meio...

Sobre hoje, o que dizer?

Os primeiros 3 minutos, bons. Pressão alta, boas trocas de bola, aberturas interessantes. Depois, desligamos da corrente.

Aos 15 minutos uma asneira (mais uma...) do sr. 18 milhões Danilo e um livre mesmo a jeito de Steven Vitória (central de excelentes recursos formado no FC Porto, salvo erro capitão nas camadas jovens, que nunca teve hipóteses no plantel - dos dois jogos dele que vi contra o FC Porto, ninguém me convencer que ele é mais fraco que Mangala ou Otamendi, só para falar dos titulares de hoje...) que não só defende bem e agressivamente como ainda marca de forma excelente bolas paradas (livres e penaltis como hoje) e na área em cantos e livres é um perigo devido à sua altura (como se viu no jogo do campeonato quando nos marcou também).

E lá fomos nós atrás do prejuízo que Jackson aproveitou devido a um erro do guarda-redes para empatar...

Ao intervalo, a estupefacção: Jackson fica nos balneários e sobe Defour. No final, VP justifica com uma mialgia de esforço de Jackson e a necessidade de o poupar. Não discuto isso. Mas lançar Defour e não Atsu ou Sebá é que já discuto veemente e não percebo porque não o fez, a lógica assim o ditava e como acabou por fazer na 2ª parte quando retirou um centro-campista (Fernando) para entrar um atacante (Atsu).

Depois, nova asneirada defensiva, mas olho de lince do árbitro que conseguiu perceber ali no momento o que eu, após algumas repetições, ainda não consegui ter certezas: Otamendi jogou com o braço dentro ou fora da área? E o Steven agradeceu e lá fez o 2-1...

E foi um desespero os últimos 20 minutos. Sem ideias, sem força, sem velocidade, sem... esperança. E foi um verdadeiro brinde do bolo-rei, um milagre de Natal, que aos 88 minutos o João Moutinho sacou da sua cartola, com um poderoso remate de meia distância que valeu o empate e evitou a amargura de terminar o ano a perder.

Fica o aviso. Com Maicon, James e Kléber lesionados e com Iturbe na selecção sub20 e de saída, ao que parece, VP teve de chamar Sebá da equipa B e viu-se sem alternativas para montar o ataque quando Jackson foi obrigado a ser substituído. Agora, pensando que Atsu também se vai juntar à sua selecção e continuo sem ver movimentações de entradas no plantel, pergunto-me: é assim que pretendem ganhar o título este ano, sabendo que estes meses de Janeiro e Fevereiro vão ser um corropio de jogos (cerca de 10 jogos por mês) entre Liga dos Campeões, Taça da Liga e campeonato nacional? Pois...

Bem, resta-me desejar a todos os portistas um fim de ano bem melhor que aquele que o FC Porto nos deu hoje e que entrem em 2013 cheios de força, energia e confiança em que o novo ano nos trará muitas vitórias!

FICHA DE JOGO

Estoril-FC Porto, 2-2

Taça da Liga, grupo A, segunda jornada
30 de Dezembro de 2012
Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril
Assistência: 3.287 espectadores

Árbitro: Paulo Batista (Portalegre)
Assistentes: Inácio Pereira e João Loureiro Dias
Quarto árbitro: Manuel Oliveira

ESTORIL: Mário Matos; Anderson, Bruno Miguel, Steven Vitória e Tiago Gomes; Gonçalo, João Coimbra (cap.) e Evandro; Carlitos, Luís Leal e Licá
Substituições: João Coimbra por Elizeu (69m), Luís Leal por Carlos Eduardo (85m) e Evandro por Pedro Henrique (90m)
Não utilizados: Vagner, Bruno Nascimento, Jefferson e Dieguinho
Treinador: Marco Silva

FC PORTO: Helton; Danilo, Otamendi, Mangala e Alex Sandro; Fernando, João Moutinho e Lucho (cap.); Kelvin, Jackson e Varela
Substituições: Jackson por Defour (46m), Fernando por Atsu (67m) e Kelvin por Sebá (79m)
Não utilizados: Fabiano, Quiño, Castro e Abdoulaye
Treinador: Vítor Pereira

Ao intervalo: 1-1
Marcadores: Steven Vitória (15m e 61m, pen.), Jackson (31m) e (20m)
Cartões amarelos: Danilo (14m), João Coimbra (21m), Lucho (26m), Steven Vitória (58m) e João Moutinho (90m+2)


PONTO DE SITUAÇÃO
17 vitórias, 4 empates, 2 derrotas
47 golos marcados, 14 sofridos
1 título conquistado, 1 título perdido, 3 títulos em disputa

2 comentários:

AZUL DRAGÃO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Simply ωаnt to say уour article
is as surpгising. The clearness in your pοѕt is ϳuѕt sрectaсular and i can assume yοu're an expert on this subject. Fine with your permission allow me to grab your feed to keep up to date with forthcoming post. Thanks a million and please continue the gratifying work.

http://portalios.com/antoinettebuchanan/2011/09/27/shopping-forquality-used-bucket-trucks-for-sale/
My blog - utility trucks