terça-feira, 14 de agosto de 2007

«APITO ENCARNADO» notícia TSF

"PGR está a analisar dossier anónimo
Dias depois de Pinto da Costa ter falado no caso «Apito Encarnado», o semanário Expresso avança esta terça-feira, na edição online, que a Procuradoria-Geral da República (PGR) está já a analisar um dossier anónimo, no qual são apresentadas diversas situações em que os aparentes beneficiados foram o Benfica e o Alverca.

O documento tem o timbre da directoria nacional da Polícia Judiciária e refere situações em que o Benfica e o Alverca - isto na altura em que Luís Filipe Vieira estava à frente do clube - foram beneficiados.

A identidade dos autores do documento é desconhecida, mas, segundo escreve o Expresso online, os autores serão inspectores da PJ que dizem estar preocupados com a descoberta da verdade e que nada têm contra o clube da Luz.

O texto aponta apenas o Benfica e o Alverca como clubes beneficiados, mas não fornece qualquer prova.

Os alvos principais são Luís Filipe Vieira, Carolina Salgado, Maria José Morgado e Carlos Teixeira, o juiz que iniciou o processo «Apito Dourado».

Os autores consideram que os magistrados conduziram a investigação no sentido de prejudicar o FC porto e ignoraram os indícios contra o Benfica.

Segundo apurou o Expresso online, o texto terá sido enviado a diversas entidades, entre as quais a PGR, o DIAP do Porto, o presidente da Liga de Clubes, o Conselho Superior de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol, a produtora Utopia, que está a realizar o filme sobre Carolina Salgado, assim como o FC Porto.

O DIAP do Porto confirmou a recepção do documento, bem como a PGR que refere que o texto vai agora ser analisado.

Entretanto, Maria José Morgado já recusou fazer qualquer comentário sobre o assunto.

Já o Benfica, em declarações à TSF, exigiu que «nada fique por investigar» em matéria de corrupção no futebol português, sublinhando que confia na justiça."

Pois, pelos vistos...

9 comentários:

Dragão Maronês disse...

Eles andem aí...

TRSM86/CUBILLAS disse...

Um dossier anónimo entregue na Prouradoria-Geral da República (PGR) acusa Maria José Morgado e a sua equipa de investigação de ter ligações estreitas com o presidente do Benfica Luís Filipe Vieira e de, por isso, ter direccionado a investigação do Apito Dourado no sentido de prejudicar o FC Porto e ignorar indícios sobre favorecimentos ao Benfica.

Ao que o DN apurou, os autores do documento, 26 páginas em papel com o timbre da Direcção Nacional da Polícia Judiciária, acusam o fiscalista Saldanha Sanches, marido de Maria José Morgado, de trabalhar há vários anos para Luís Filipe Vieira. Os denunciantes, que dizem ser inspectores da PJ apenas preocupados "com a descoberta da verdade", apontam ainda um processo judicial anterior dirigido por Maria José Morgado, o denominado processo das Finanças, no qual o actual presidente do Benfica terá sido beneficiado - uma empresa da qual Vieira era sócio comprou a Fábrica de Louças de Sacavém a preço simbólico e construiu ali um condomínio privado no qual viviam quatro directores de Finanças, acusam.

Este dossier, sabe o DN, são os "documentos-bombas" que o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, garantiu ter em sua posse aquando da entrevista concedida à SIC, na quinta-feira passada. O documento, aliás, terá já sido enviado a diversas entidades, entre as quais a PGR, o DIAP do Porto, o presidente da Liga, o Conselho Superior de Disciplina da FPF e o próprio FC Porto.

Vários inspectores da equipa constituída por Maria José Morgado para a investigação do Apito Dourado são referenciados, apurou o DN, pelo relatório entregue na PGR como estando controlados pelo presidente do Benfica, a quem alguns dos inspectores da PJ deveriam favores, nomeadamente o inspector Sérgio Bagulho. Aliás, os autores do dossier informam que Vieira tem desde há muito "homens seus" dentro da PJ.

Os denunciantes anónimos, alegadamente inspectores da PJ, esclarecem nada ter contra o Benfica, mas apenas enumeram situações em que os aparentes beneficiados foram o clube da Luz ou o Alverca, este ao tempo em que era dirigido pelo actual presidente do Benfica. No Alverca, Luís Filipe Vieira é acusado de ter aliciado o guarda-redes Palatsi, que então defendia a baliza do Beira-Mar, que estava em luta com os ribatejanos pela manutenção.

As revelações anónimas - sem que os autores forneçam provas de de acusações - focam ainda a época 2004/05, em que o Benfica foi campeão. Ao que o DN apurou, Vieira e José Veiga são acusados de combinar árbitros para os jogos do Benfica com o então presidente da Comissão Arbitragem da Liga, Luís Guilherme, e de aliciar um jogador do Estoril na véspera do Estoril-Benfica no Algarve. |
Luís Filipe Vieira é acusado de pagar elevadas quantias a várias pessoas – entre as quais, Carolina Salgado, Fernando Seara e a Saldanha Sanches, marido da procuradora Maria José Morgado.
Em 26 páginas com o timbre aparentemente original da Directoria Nacional da Polícia Judiciária, os autores do dossiê dizem ser elementos da PJ, que não querem por agora identificar-se, para não colocarem as carreiras em risco. Afirmam ter como provas imagens, sons e documentos.
Entre as várias acusações, dizem que Luís Filipe Vieira, ainda como presidente do Alverca, pagou a Fernando Seara cerca de 100 mil contos para que o clube satélite do Benfica ficasse na 1.ª divisão, numa jogada que prejudicou o Gil Vicente. O 24horas sabe que no dossiê, Fernando Seara é tratado
por “paineleiro”.
Ainda sobre Luís Filipe Vieira é referido que na PJ havia um dossiê que o colocava em actividades de tráfico de estupefacientes, mas que não se sabe se ainda existe ou se desapareceu.
No documento, a procuradora Maria José Morgado – que é também tratada por Mizé Tung (a sua alcunha nos tempos de militância no MRPP) – é colocada em vários negócios e questões fiscais das empresas ligadas a Luís Filipe Vieira.
É referido também que Saldanha Sanches, marido da responsável pelo processo Apito Dourado, trabalha para Vieira e que recebe por baixo da mesa elevadas quantias em dinheiro. O fiscalista recusou falar ao 24horas sobre o documento.
“É tão ridículo que dá vontade de rir”, disse. A equipa de Maria José Morgado é vista com desilusão e diz que alguns elementos optam por práticas desprezíveis, com alvos previamente definidos, e ilegalidades processuais.
Segundo consta no dossiê, Luís Filipe Vieira terá pago muito dinheiro a Carolina Salgado, bem como ao pai da ex-companheira de Pinto da Costa.
O 24horas apurou que é referida uma última entrega de 50 mil euros – alegadamente feita pelas mãos da jornalista Leonor Pinhão – e que esse dinheiro foi depositado numa conta do Banco Santander em Tuy (Espanha).

Anónimo disse...

Segundo uma fonte do Ministério Público, a investigação criminal não vingou porque se atalhou por todos os lados, incidindo no Gondomar e deixando de fora o Sport Clube dos Dragões Sandinenses, investigando Pinto da Costa e não valorizando os indícios sobre o Benfica e o Sporting.

Esta estratégia de Carlos Teixeira, que Pinto Nogueira nunca avalizou, foi o princípio do ‘Apito Dourado’, que ficou condenado à nascença.
CM-2006.09.10

Agente PJ sócio do SCP disse...

Têm o cuzinho a dar tefes-tefes já simulam em nome da Judite clandestina uma página pasquinada à moda Teles Boby Oliveirinha sem o mínimo de imaginação que só tem paralelo nesse escritor nojento que é Xaramagu para tornar mais credivel essa peça só falta transcrever as escutas do LFV em que ele é apanhado a comer a peida do Papa e este guincha que se farta.

Anónimo disse...

agente pj sócio do scp deviam mas era comer a sua peida e já agora deixe o Saramago e o FCP em paz.

TRSM86/CUBILLAS disse...

ultima hora

dossier "apito encarnado" vai ser investigado e já foi nomeado um magistrado para o efeito ;-)

Bimbo Vermelho disse...

Guimaro-Chico Silva-Calheiros-Agência de Viagem Cosmos apresentação de contas na contabilidade do FCP fruta brasileira que até na selecção a provaram escutas nunca desmentidas
levadas a efeito pela PJ e ainda têm o desaforo de tentarem branquear este estado de coisas a Mafia não vencerá a verdade é como o azeite na água virá sempre ao de cima aliás o País inteiro já percebeu a estratégia da Camorra Azul estão a ver-se a jogar com o Gil o Varzim etc.etc.
Mas a culpa foi vossa pois deixaram o v.clube de bairro ser dominado por esse Saddam e vejam como este acabou com as goelas apertadas.
Viva o Sul
Cheira bem cheira a Lisboa

O Dragao disse...

Pelo que vejo, parece que os lampiões andam preocupados...

Anónimo disse...

contra factos não há argumentos,carolina olé.......
cabeçudos