sábado, 29 de agosto de 2009

Jornada 3 - Naval x FC Porto

Depois de o ano passado ter perdido este jogo, é imperioso que hoje à noite o FC Porto continue a senda de vitórias. Até porque a paragem do campenoato para sermos eliminados do próximo mundial a isso obriga, um suplemento vitaminico para o regresso daqui a 2 semanas, já com liga dos campeões à mistura, jogo grande logo à partida contra o Chelsea em Inglaterra. Muito desta época vai ser decido já em Setembro. Um bom mês de Setembro irá permitir fazer uma época tranquila. Alguns resultados menos positivos implicarão uma árdua época para recuperar tempo perdido...

Para hoje, e lendo os comentários do treinador, acredito que mantenha a equipa que iniciou o jogo contra o Nacional. Pessoalmente eu trocaria o Mariano pelo Cebola se este já estiver apto para uma partida completa, mas conhecendo o Jesualdo e os jogadores-fetiche dos treinadores, o Mariano só não joga se o árbitro não deixar!

Espero ver uma entrada forte, decidida a resolver o jogo no principio, até porque estas equipas ganham animo quando não sofrem golos, na medida proporcional dos nervos e desespero que nós ganhamos ao não marcar e é assim que depois acontecem as surpresas. Muita concentração na defesa também se impõe, de forma a não permitir num descuido estragar o jogo.

Acredito que não vai ser um jogo fácil, a Naval tem um plantel coeso e um treinador interessante, tacticamente culto, que tudo irá fazer para nos travar. Mas acredito, acima de tudo, nos nossos bravos Dragões...

6 comentários:

Anónimo disse...

paleleiros do caralho, até assaltam areas de serviço, roubam comida e batem em mulheres,

mais cobardolas do que isso é impossivel

Dragaopentacampeao disse...

Foi mais uma exibição mediana, com altos e baixos, demonstrativos de que a equipa ainda não está a render o que o seu treinador pretende e o que a sua massa adepta exige.

O plantel é servido por atletas de eleição, pagos a peso de ouro e nem as saídas de três dos seus expoentes da época passada justificam um futebol ainda tão pobre.

Temos que dar tempo a que os processos de jogo sejam assimilados pelos novos jogadores e que outros recuperem a boa forma.

Meireles e Rodriguez, por razões diferentes, ainda não rendem o que deles se espera.

A fraca oposição foi um dos factores que contribuíram para a vitória folgada, apesar de ainda assim, a equipa não conseguisse evitar alguns riscos que correu desnecessariamente, face ao desacerto mais por desconcentração, de alguns elementos a quem se exige outra performance (Helton e Rolando).

Já de Mariano nem vale a pena falar porque seria «malhar no ceguinho».

Um abraço

António Costa disse...

Embora fora do contexto (mas a matar para anónimos invertidos...), não resisto a transcrever algo que li hoje num blog chamado Reino do Dragão (que não é meu, entenda-se, e julgo até ser novo)- sobre o livro do Fernando Mendes, Jogo Sujo , no qual se revela:
«Afirma-se sportinguista, que odeia o Benfica e que tem o FCP no coração, pois para além de ter sido nas Antas que conheceu os seus melhores dias como atleta, encontrou lá uma verdadeira família. Como qualquer jogador, trabalhador e ciente das suas obrigações, que passou pelo FCP, este reconhece e agradece o tempo que por lá passou. Isto para além de confessar que recebeu ameaças de morte por parte do então presidente do Sporting, Sousa Cintra, e de dar a conhecer como divertidos e muito frequentados eram os estágios do Benfica.
Mas a parte que parece ter causado mais controvérsia, por estranho que possa parecer, nem foram as ameaças de morte, foi quando admite que tomou doping. O que foi mais uma vez aproveitado pela imprensa da capital para querer associar aos Dragões. Facto que foi desmentido por Fernando Mendes, e que tais insinuações só podem ser feitas por quem não leu o livro ou então é mal intencionado. Ele diz claramente que jogava nesse clube quando representou a selecção, ora quando jogou no Porto o Fernando nunca jogou pela equipa das Quinas.
Facto interessante é também aquele em que ele relata que foi abordado por dois jornalistas para assinar pelo clube da luz (estranho é considerar Leonor Pinhão como jornalista), o que vem confirmar a falta de ética e de isenção por parte de alguns meios de comunicação social.

Ficam aqui algumas frases retiradas do livro.
"O Sousa Cintra ligou cá para casa e disse-me que punha uma bomba no teu carro se fosses para o Benfica."
"... pude conhecer a diferença de trabalho que existe entre os clubes do norte e os emblemas do sul. Mais exigências, mais sacrifício e menos brincadeira."
"...vi o outro lado da força, a disciplina rigorosa, o profissionalismo severo."
(referente ao FCP)
"No Porto, a filosofia de vitória resiste a todos as transformações."

Numero Dez disse...

Visita e participa no Settore Offensivo. A opinião sobre os 3 grandes Portugueses e ainda o futebol internacional são para além de outros motivos de interesse uma boa razão para visitares e participares.

http://sectorofensivo.blogspot.com

Petição disse...

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/

Anónimo disse...

A VOSSA VERDADE DESPORTIVA ...
Comissão de Disciplina (CD) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) suspendeu da actividade desportiva Pinto da Costa e João Loureiro. O presidente do FC Porto foi suspenso por dois anos e obrigado ao pagamento de uma multa de 10 mil euros, enquanto ao ex-presidente do Boavista foi aplicada a pena mais dura do processo 'Apito Final': quatro anos de suspensão e a descida de Divisão do Boavista.

Neste processo, a CD suspendeu cinco árbitros. Augusto Duarte está inibido de apitar durante seis anos, tendo a Liga dado como provada a corrupção consumada do árbitro no jogo Beira Mar-FC Porto, da época 2003/04.

A Jacinto Paixão foi aplicada uma pena de suspensão por quatro anos (no caso relativo à oferta de prostitutas antes do jogo FC Porto-Estrela da Amadora), tendo os seus antigos auxiliares sido punidos com dois anos e meio de inactividade desportiva.

A SAD do FC Porto foi punida com a perda de seis pontos (no actual campeonato) e ao pagamento de uma multa de 150 mil euros. Já a Boavista SAD foi condenada à descida de Divisão e ao pagamento de uma multa de 180 mil euros. Ricardo Costa, presidente da CD, precisou que este montante deveria ser superior, mas foi levada em consideração a frágil situação económico-financeira por que passa a SAD.

A União de Leiria, já despromovida, viu também serem-lhe subtraídos três pontos e o seu presidente, João Bartolomeu, está suspenso por um ano. O árbitro Bernardino Silva ficou também impedido de quaisquer funções na arbitragem durante dois anos e meio.

Todos os castigos são passíveis de recurso para o Conselho de Justiça da FPF, mas não têm efeitos suspensivos. O 'Apito Final' ficou concluído após um ano e meio de investigação em colaboração com o Ministério Público e tribunais de instrução.

Ricardo Costa acrescentou que estes foram os castigos possíveis face aos regulamentos em vigor, onde não estão previstas punições para crimes de tráfico de influência. O líder do CD vai propor, terça-feira, profundas alterações regulamentares no sentido de agravar as penalizações por este tipo de práticas ilícitas.

"Se o regulamento não exigisse a prova da actuação parcial do árbitro em campo, mais clubes poderiam descer de Divisão e não ter perdido pontos", declarou Ricardo Costa.

"Durante a investigação, verificou-se que vários árbitros e observadores tiveram actuações que merecem a mais viva reprovação e censura, mas estas práticas de tráfico de influência não correspondem hoje a ilícitos nos actuais regulamentos", lamentou Ricardo Costa, esclarecendo: "É razão por que não podem ser punidos".

Cambada de ladrões e gatunos e o que e esta seita das antas .dsss