terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Jogo 29 - Jornada 16: FC Porto, 5 x Gil Vicente, 0 - Vermelhos, com um galinácio no emblema? Levam 5 porque as tradições ainda são o que eram...

Imagem FC Porto
Ontem vi o melhor jogo do FC Porto da era VP.

Vi uma equipa em campo com vontade de vencer desde o primeiro minuto, com vontade de marcar até que o árbitro apitasse para o final do jogo, a praticar bom futebol, ofensivo, objectivo, com um ritmo de jogo intenso. Tanto que chegou ao final da primeira parte com mais de 80% de posse de bola e acabou o jogo acima dos 75%. Porque não jogam, ou tentam jogar, sempre assim?

Os 5-0 finais, curtos, foram a consequência natural do jogo jogado. Mas houve também algum demérito do Gil, porque esta não parecia a equipa que nos "roubou" 5 pontos nos dois embates anteriores, não parecia o Gil que nos ganhou (a única derrota desde  1 de Janeiro de 2011 para o campeonato, salvo o erro) nem o que nos empatou na primeira jornada deste campeonato.

Mas o que vi ontem agradou-me. O melhor Danilo desde que este chegou (também não precisou de defender) e um meio campo e um ataque completamente endiabrados: ora eram tabelinhas em progressão à Barcelona, ora passes para o espaço, ora eram passes acrobáticos para dentro da área...

O golo madrugador ajudou a serenar o FC Porto e a baralhar e baixar os braços do Gil. Temi que o efeito do golo fosse ser o baixar de ritmo do jogo, mas felizmente isso não aconteceu. O FC Porto continuou a batalhar e a procurar o 2º que surgiu pouco depois, com felicidade para o Otamendi.

Até ao intervalo poderiam ainda ter sido marcados mais, mas no regresso das cabines recomeçou o espectáculo. Defour, no melhor jogo que fez de azul e branco, marcou um excelente 3º golo para o FC Porto logo no inicio.

Começou então a gestão do plantel por parte de VP, dando minutos a Izmaylov e Castro, primeiro, e a Sebá mais tarde. Mas nem por isso a equipa baixou de intensidade ou deixou de procurar mais golos.

O 4-0 surgiu com um bom cruzamento de Castro e Varela, cada vez mais atacante e menos extremo explosivo, a cabecear na área, faltavam 15 minutos para terminar a chacina galinácea. E continuava a cheirar a mais golos.

Até que em cima dos 90, o matador de serviço voltou a molhar o pão na sopa, que é como quem diz, a juntar mais um golo ao seu gordo pecúlio anterior de 14 e a destacar-se ainda mais na liderança da lista dos melhores marcadores, agora com 15 golos - e Jackson já leva 20 golos no conjunto das competições, como previ no inicio da época, ele é jogador para marcar 20 golos por época à vontade, o que irá superar largamente!

Regressa assim o FC Porto incontestavelmente à liderança do campeonato. Sem margens para dúvidas, o esforço dos jogadores recompensou, ver o FC Porto no lugar dele: em 1º. Rumo ao tri!

FICHA DE JOGO

FC Porto-Gil Vicente, 5-0

Liga, 16.ª jornada
28 de Janeiro de 2013
Estádio do Dragão, no Porto
Assistência: 24.202 espectadores

Árbitro: Paulo Baptista (Portalegre)
Assistentes: José Braga e Valter Rufo
Quarto Árbitro: Luís Ferreira

FC PORTO: Helton; Danilo, Otamendi, Mangala e Alex Sandro; Fernando, Lucho (cap.) e João Moutinho; Varela, Jackson e Defour
Substituições: Defour por Izmaylov (62m), Fernando por Castro (68m) e Varela por Sebá (81m)
Não utilizados: Fabiano, Maicon, Abdoulaye e Kelvin
Treinador: Vítor Pereira

GIL VICENTE: Adriano Facchini; Éder, Halisson; Cláudio e Vítor Vinha; Luís Manuel e César Peixoto; Paulo Jorge, André Cunha (cap.) e Luís Martins; Hugo Vieira
Substituições: Vítor Vinha por Valdinho (22m), Paulo Jorge por Brito (ao intervalo) e Hugo Vieira por Sandro (68m)
Não utilizados: Vítor Murta, Yero, Luís Carlos e Tiero
Treinador: Paulo Alves

Ao intervalo: 2-0
Marcadores: Danilo (4m), Vítor Vinha (11m, p.b.), Defour (54m), Varela (74m), Jackson (89m)
Cartão amarelo: Mangala (44m), Cláudio (47m e 61m)
Cartão vermelho: Cláudio (61m)


PONTO DE SITUAÇÃO
22 vitórias, 5 empates, 2 derrotas
61 golos marcados, 16 sofridos
1 título conquistado, 1 título perdido, 3 títulos em disputa

5 comentários:

pedro miguel soares disse...

boas
pelas minhas contas sao 22 vitorias e 60g marcados...deve faltar ai uma vitoria por 1-0

Pavão disse...

Obrigado, Pedro, falta um jogo! O do Nacional para a taça da Liga antes do Natal, a 19 de Dezembro. Sendo que venceu 2-0. Pelo que serão 61 golos. Ou terei de rever as contas dos golos também!

Pavão disse...

Confirmo os golos: 61 marcados, 16 sofridos nos 29 jogos (oficiais) desta época.

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

off topic

por intermédio do "Porta19" deparei-me com o vosso blogue.
fiquei fã ;D

aceitam uma troca de links?
(já vos adicionei na minha lista de blogues de referência na bluegosfera)

continuem com o vosso (óptimo) trabalho.
mesmo que não me adicionem - que compreenderei e aceitarei -, continuarei a visitar-vos com regularidade.

abr@ço
Miguel | Tomo II

Pavão disse...

Olá, Miguel.
Já está adicionado o teu Tomo II!
Abraço!