sexta-feira, 18 de agosto de 2006

O senhor que se segue

Como às vezes alguns anónimos não me compreendem, pode ser que pelas palavras do Miguel Sousa Tavares me faça compreender um pouco melhor.

"PARECE óbvio que o Boavista não pode ceder ao raide lançado pelo FC Porto sobre o seu treinador. Ceder seria um sinal de fraqueza e submissão, para além de um problema criado a poucos dias de começar o campeonato — criado ao vizinho e herdado deste. E, se João Loureiro não pode ceder, Pinto da Costa não pode forçar, sob pena de transformar um problema interno numa crise externa. Mas estes raides dos grandes sobre os pequenos ou médios causam sempre mossa, seja qual for o desfecho: se sair para o FC Porto, Jesualdo Ferreira abre uma crise entre os dois clubes que demorará muito tempo a sarar; se ficar, tendo já dado mostras suficientes de que queria sair, dificilmente terá ambiente no Bessa — a menos que comece a ganhar tudo e não pare durante três meses. Para este imbróglio a solução é imprevisível e jamais será boa. Compreende-se a tentação do FC Porto relativamente a Jesualdo. É tarde de mais para buscar quem, vindo do estrangeiro, consiga pegar numa equipa de tal maneira marcada pelo sistema de jogo e estilo de condução de Co Adriaanse. A única solução de recurso nesta emergência é, de facto, procurar quem, em Portugal, conheça o FC Porto fabricado por Adriaanse e se disponha a fazer uma transição lenta, gradual e de bom senso. Facto é que pela segunda vez em três inícios de época o FC Porto vê-se sem treinador, à beira de começar o futebol a sério. E, desde que Mourinho saiu, há dois anos, vai avançar o quinto treinador, não já para continuar a sua herança, porque dela já não resta nada, mas para tentar recolocar os portistas no lugar que a categoria da equipa e o seu historial recente justificam. Depois do disparate Del Neri, das soluções de emergência falhadas de Fernandez e Couceiro, depois da aventura vivida com Adriaanse, é mais do que tempo de a direcção do FC Porto acertar na escolha do treinador. Ou então talvez seja tempo para ensaiar uma experiência radical, de deixar tudo entregue a Rui Barros mais um bom preparador físico e pedirlhes, simplesmente, que não compliquem o que é evidente. Para mim, pessoalmente, seria a ocasião para ensaiar uma teoria que há muito alimento: que, tirando casos excepcionais como José Mourinho, de treinadores que, de facto, acrescentam valor à equipe, na maioria dos casos os restantes só servem para complicar o que é fácil. Veja-se o epifenómeno chamado Co Adriaanse, que Pinto da Costa prometia vir a ser treinador para muitos e bons anos. Desde o início que ele deu sinais de desequilíbrio, ao embirrar com o penteado de McCarthy ou o brinco de Quaresma: começou por implicar com o acessório, antes de se concentrar no essencial. E, quando o fez e começou a perder todos os jogos decisivos—como alguém já escreveu, jogando muito bem nos intervalos em que não sofria golos — decidiu-se pela fuga em frente, inventando o revolucionário sistema de 3x3x4, tão louvado pela crítica. O sistema era realmente atraente, assim como as suas promessas de espectáculo e golos. Simplesmente, o espectáculo revelou-se inócuo e os golos sumiram-se. Não fosse um inesperadíssimo golo de Jorginho em Alvalade, que valeu o campeonato, e o funeral teria sido retumbante. Este ano, longe de tentar perceber por que é que a equipa não marcava golos, apesar de ter tantos e tão bons alas e pontas-delança, longe de tentar perceber que escapara à morte apenas devido a um super-Pepe e a um incansável Paulo Assunção, que lhe salvaram a face e as ideias, ele resolveu não reforçar a defesa e livrar-se dos dois melhores pontas-de-lança que tinha — Hugo Almeida e McCarthy. Por isso, agora o FC Porto não está apenas sem treinador e sem um pontade- lança de categoria: está também sem defesas-centrais e sem lateral-direito de raiz. Com a lesão de Pedro Emanuel, tudo agora repousa na capacidade de Pepe poder continuar a valer por dois durante toda a época: se ele por acaso se lesiona, tudo aquilo desaba lá atrás. Entretanto, o inteligentíssimo Adriaanse, que tudo sabia e que tinha sempre um culpado à mão para quem atirar as culpas das derrotas, mandou fora um naipe de jogadores como Leandro do Bonfim, Jorge Costa, Diego, McCarthy, Hugo Almeida e César Peixoto, e deixou em troca Sonkaya, Sektioui, Ezequias, João Paulo, Bruno Alves ou Diogo Valente, o único cuja aquisição parece ter alguma justificação. Na hora da despedida (feita, como em tudo o resto, de forma abrupta e irresponsável), eu, que tanto o critiquei no passado, devo, todavia, reafirmar o que já várias referi como aquilo que ele trouxe de positivo. Primeiro, uma filosofia de futebol ofensivo e de espectáculo—que está certa, em teoria, mas que ele não mostrou ser capaz de levar à prática com resultados positivos; depois, uma disciplina, dentro e fora do campo, verdadeiramente inédita no futebol português — o FC Porto de Adriaanse jogava limpo, sem faltas, sem simulações, sem discussões com os árbitros. Possa quem vier a seguir aproveitar pelo menos esta parte da sua herança, esquecendo a parte má: a instabilidade que causava na equipa, a desumanidade com que por vezes tratava os jogadores, a incapacidade de ler o jogo de fora do campo e influenciá-lo e a sua tendência fatal para perder quase todos os jogos importantes. Desesperadamente, queremos agora alguém que seja normal, competente e ganhador. Alguém que perceba que está ao serviço da equipa e não esta ao serviço das suas teorias ou dos seus estados de alma."

20 comentários:

D2 disse...

Este texto do MST mostra que é possível criticar Adriaanse sem se usar e abusar da linguagem insultuosa e jocosa utilizada muitas vezes neste blog e que muitas vezes revolta alguns leitores do memso. E neste texto MST não faz presságios do estilo "Maya", outro aspecto comum neste blog que também não aprecio muito.

Através deste texto, e exactamente por não insistir nos aspectos que foquei, é que se consegue perceber com muito mais facilidade a posição de alguns Portistas.

Mata-o-Mouro disse...

Amen ao MST.
Quem não concorda com o que este blog diz, é de fácil resolução:
não venham cá!
Saudações portistas.

Tripeiro disse...

Assino por baixo.
Este post diz tudo, o que o Co Adriaanse andou a fazer este ano no FCP.

Ricardo Sousa disse...

Completamente de acordo com tudo ...
MST nem sequer tem comparação com voces desculpem la ....

O Situacionista disse...

Caro Pavão,

Com todo o respeito, querer comparar (não a qualidade de forma ou estilo, que não vem aqui ao caso, mas o teor d)as suas opiniões com as de MST (com o qual muitas vezes estou em desacordo) é brincadeira.

É misturar a praia com... o campo.

MST argumenta (quando ELOGIA e quando critica), o caro consócio Pavão limita-se a criticar tudo o que mexa....

Por favor, não compare o incomparável !!!

Muito menos, ainda que inconscientemente, tente branquear e legitimar a sua política cega, doentia e militante de "bota abaixo" utilizando, abusivamente, MST. Não lhe fica bem...

P.s. - Este meu comentário é extensível a todas as virgens NÃO ofendidas.

D2 disse...

Caro Mata-o-Mouro, o sr quando não concorda com algo vira as costas e vai-se embora?

Posso não concordar com o que algumas vezes se escreve neste blog mas não será por isso que vou deixar de o visitar e comentar. E uma boa discussão (como já vi muitas por aqui) com nível, respeito e educação, nunca fez mal a ninguém, muito pelo contrário.

Dragão da Moita disse...

Caro Situacionista, eu, no seu lugar, jamais comentaria neste blog; pois, se é sempre contra o que aqui se diz, eu visitar-lo-ia, uma , duas ou três vezes, não me agradava o conteúdo, desistia e ía para outros que acha-se mais interessantes e deixava este para quem, como eu gosta.
Criticar sim, mas de forma contrutiva.

P.S.- Este comentário é extensível a todos os carneirinhos ou virgens ofendidas.
Saudações Portistas,
VIVA O NOSSO GRANDE F.C.PORTO.

Nuno disse...

Porque não posso usar o MST, se ele diz aquilo que andamos a dizer ao longo deste tempo. Vejam bem o hsitorial deste blog e vejam a quantidade de vezes que este ano publicamos aqui a crónica dele, algumas vezes até dizendo que parecia que ele nos lia pois dizia aquilo que nós iamos aqui escrevendo - de facto, a única coisa que diferia era mesmo o estilo de escrita e linguagem, pois de facto não sou um escritor como ele é!

Deixemo-nos de brincadeiras, esta crónica do MST não diz nada, absolutamente nada, que não tenha sido aqui dito anteriormente. Mas como é o MST, os anónimos e menos anónimos aceitam, como somos nós, criticam a crítica!

Como já disse anteriormente, estou a passar os últimos dias aqui em Portugal antes de ir para o estrangeiro trabalhar, de hoje a uma semana, pelo que depois a minha participação será muito mais esporádica, se possível de todo. Podem por isso ficar contentes os mé-més com o facto de poderem vir aqui ao Dragão e só terem dois participantes para criticar, em vez de 3...

Anónimo disse...

Lá vem ele com os més-més.

Ó Pavão, vai apanhar na bilha e não voltes.

Pára de insultar portistas que de certeza amam tanto ou mais o clube que tu e que para afirmar certas opiniões não precisam de insultar os outros.

Eu fui um dos muitos defensores da tese de que, ao contrário do que este blog e MST diziam, este treinador não era um falhado, não era o pior treinador da história do FCP e tinha muitos aspectos positivos.

MST, o tal que não era e não é um mé-mé, apontou vários aspectos positivos neste treinador.

Este execrável blog nunca o fez, bem pelo contrário, limitou-se a insultar o treinador e todos aqueles que pediam que se falasse no fim.

Depois, como viram que este treinador até tinha dado para ganhar a dobradinha, desapareceram do mapa, lá voltando outra vez á ribalta quando o holandes achou que essa dobradinha lhe dava o direito de se mter por campos que não os seus.

Pavão, dou-lhe um conselho, seja menos peremptorio, não faça como o outro que tem a mania que nunca se engana.

Deus queira que eu me engane e que este Jesualdo não seja outro Couceiro a quem eu nunca vi qualidades para treinar o FCP. Mas treinou...

Assim como muitos outros jogadores jogaram neste clube que o pavão viu qualidades para jogar no FCP e você já nem se lembra deles. Não confie só na sua bola de cristal. Acredite que há mais gente que vê futebol e sabe disto. Acredite que não foi por saber pouco de futebol e por acertar pouco em treinadores e jogadores que nós chegámos onde chegámos!!!

Vá lá trabalhar e saiba escutar e criticar sem cilindrar ou destruir!!!

p.s: Porque é que MST há-de ser mais que o Director do Jogo que hoje escreve que Adriaanse a seguir a Pedroto, Eriksson e Mourinho foi o treinador que mais revolucionou a maneira de pensar o jogo e a forma de jogar em Portugal. Goste-se ou não dele, aceite-se ou não a prepotência do homem, que sempre foi um facto, tal como em Mourinho!!!

ass: virgem não ofendida que vê o FCP jogar há mais de 30 anos!!!

Mata-o-Mouro disse...

Caro D2 inteiramente de acordo.
Uma boa discussão, com educação nunca fez mal nenhum.
"E neste texto MST não faz presságios do estilo "Maya", outro aspecto comum neste blog que também não aprecio muito."
O que queria referir era em relação a esta frase. Se não gosto do que Maya escreve deixo de a ler.
Lá por sermos todos portistas, não temos que pensar todos da mesma maneira.
Saudações portistas

Anónimo disse...

Como sempre, MST disse, está dito.
Dragão Maronês

Dragão da Moita disse...

Ao anónimo,das 5.39 pm, se és virgem não ofendida, não pareces, pelos teus comentários; mais pareces uma das virgens ofendidas ou um carneirinho. Não gostas deste blog? Então não estragues e vai comentar para outros a teu gosto.
Em relação, ao veres o FCP jogar à mais de 30 anos, isso é a idade da minha filha, não sei se me faço entender.
Saudações Portistas.
VIVA O NOSSO GRANDE F.C.PORTO.

lucho disse...

completamente de acordo com mst. Mas agora o q importa mesmo é trazermos o caneco (15ª) para o porto!!

O gajo disse...

Fechem a matraca, calem-se, estou farto de ataques e contra-ataques.

O Porto está aleijado, sem dúvida, pelo plantel moldado para um holandês, o Jesualdo não gosta do Sistema e vai tentar mudá-lo sem grandes mazelas. Com o tempo e com o plantel fortissimo (quem negar que me mostre o curriculum dos jogadores da Bwin Liga).

Isso de atacarem sem jeito nenhum, é fraqueza, é medo, é deszespero! O Prof Jesualdo vai ter a sua oportunidade de treinar uma equipa de topo mundial PELA PRIMEIRA VEZ NA VIDA!!!

Deselho-lhe toda a sorte do mundo, tal como ao Paulo Bento, ao Fernando Santos e a todos os outros treinadores PORTUGUESES!

Meus senhores, tomem os seus lugares, a época vai começar, o Dragão está pronto (a 20% chega) para começar a matança!!!

Francisco disse...

1º - OS MASTURBADORES - INVASORES

Afirmam os manuais de sexologia que a masturbação é um acto sexual, a mais das vezes isolado,que funciona como uma actividade compensatória em situações de frustração ou de carência afectiva e/ou sexual. A meu ver é o que se passa com toda essa trupe de Varelas e demais invasores vermelhos e verdes que poluem este blog com as suas emporcalhadas intervenções. É para se masturbarem com toda a certeza.
Como nos blogs dos seus comparsas não encontram estímulo,(como é que poderiam ter?) invadem os dos adversários para se auto-satisfazerem. Depois vêm com saídas ditirâmbicas de «liberdade de expressão», de censuras, de não serem hipócritas e outras que tais, não se dando conta da imbecilidade dos seus abusos e da inoportunidade dos seus comentários. Provocatórios não são,porque para isso era mister o talento e a perspicácia que lhes falta,esclarecedores também não, porque,para tanto era necessária a inteligência de que estão muito desprovidos. É isso. Só podem ser actos isolados de masturbação clubística, porque continuam extremamente frustrados e invejosos.
É verdadeiramente inaudito que detestando-se um clube, odiando-se o seu presidente, antagonizando-se os sócios alguém passe o tempo a imiscuir-se num espaço-forum de debate de ideias desse malquisto clube. Dá para entender?

2º - OS INTERVENTORES

Sendo eu também um deles, não deixo de achar alguma graça a muitos dos comentários que aqui são feitos. Como já disse várias vezes, por alguma razão este é o blog portista mais visitado. Com efeito, trata-se de um espaço onde os sócios e simpatizantes podem exprimir as suas ideias,nem sempre coincidentes,mas sempre,sempre, norteados por um entranhado amor ao clube do nosso coração.Tudo isto é bom e saudável, até para o próprio clube, cujos dirigentes deveriam vir aqui (e a outros evidentemente) sentir o pulsar dos sócios. Só que o debate de ideias faz-se com ideias e nunca com desconchavos e insultos. Deixemos isso para os vermelhos e os verdes e saibamos mostrar que somos diferentes. Para melhor, é claro.
Vem isto a propósito do artigo de MST e das reacções provocadas. É evidente que concordo inteiramente com as opiniões por ele manifestadas,como concordo quase sempre, porque se identificam com as minhas. Aliás já tive oportunidade de lho manifestar pessoalmente em pleno estádio do Dragão.Mas, meus caros consócios, as ideias do MST são aquelas que são perfilhadas pelo Pavão, pelo Azulão e pelo Dragão. Como são as do escritor Álvaro Magalhães e de tantos outros que, apesar de amarem profundamente o nosso PORTO, não se coibem de criticar a gestão, as contratações ou as exibições do nosso clube,sempre que é caso disso. Não percebo por que se encarniçam tanto contra o Pavão e contra o Azulão só por dizerem aquilo que muitos de nós sentimos e queremos. Estou a lembrar-me aqui há anos de um debate na TV em que o Presidente PdC estava agastado com o MST e achava que este por criticar a gestão do clube já se estava a revelar mau portista. Não é verdade. PdC que foi e é um grande presidente não é todavia possuidor da verdade absoluta, faz muitos erros (talvez menos que os outros,é verdade,mas faz) e não é incriticável.Porque, meus amigos, todo o dirigente que se preze deve ter a humildade de saber ouvir. Não só os bajuladores que o cercam e dizem «amen»,«amen», mas o maior número de opiniões para, na hora da decisão,então sim, ser firme e pertinaz. Caros consócios, lembram-se da vergonhosa actuação de alguns SD, no Olival, depois do jogo com o Rio Ave,na época passada? Quem foi o orador que instigou no Casino de Espinho? E no entanto...tenho a maior das considerações pelos seus artigos.

3º- Meu caro Pavão.Desejo-te as maiores venturas na nova etapa que vais encetar. Não nos deixes,porém, sem a tua prestimosa colaboração.
Hasta siempre,compañero.Buena suerte.

Yagami disse...

Caro Francisco :

"Não percebo por que se encarniçam tanto contra o Pavão e contra o Azulão só por dizerem aquilo que muitos de nós sentimos e queremos."

é simples , e penso que já foi dito muitas vezes , por mim e por outros !

como já o disse anteriormente , até concordo bastante ( apesar de quase sempre nunca totalmente ) com as ideias aqui expostas. Apenas a maneira como são expostas , é do mais errado que se encontra ! vai de acordo com sentimentos extremistas , do "eu é que sei e os outros são carneiros"

depois , como já aqui indicado , a futurologia é incrivel : ou seja, ainda o adriense não se desviculou do porto , já o acusam de daqui a uns meses falar mal do porto !

vejamos , quando o fizer , que seja criticado , mas não antes.

penso que devia se tratar as pessoas com mente aberta. ninguem sabe toda a verdade , nem ninguem a desconhece totalmente. há pessoas que sabem mais que as outras , isso sem duvida , mas deve sempre aprender-se a pelo menos ouvir , e depois discernear.

espero que "as virgens" , "os carneiros" e etc , acabem , e sejam apenas opinioes. opinioes contrarias , talvez erradas ou certas , mas apenas opinioes !

até por que há 34 maneiras de ganhar um campeonato :)

Yagami disse...

ps:

sobre o facto de "nao concordar nao voltar"

penso que é um erro que a maioria das pessoas comete. as pessoas deviam ouvir vozes contrarias. nao deviam considerar as suas opinioes como dogmas , e devem questionar , e considerar opinioes contrarias.

penso que é uma maneira de evoluir.

para estarem sempre a dizer o mesmo , ou que tenho razao ,sem dizer nada contrario ou de novo, arranjava um papagaio

Francisco disse...

Caro Iagami:
Concordo consigo.Também acho que do confronto de ideias diferentes, se forem expostas sem dogmatismos, todos ficamos mais ricos.
Mas, acima de tudo:o nosso FCPORTO.

Francisco disse...

Caro Iagami:
Concordo consigo.Também acho que do confronto de ideias diferentes, se forem expostas sem dogmatismos, todos ficamos mais ricos.
Mas, acima de tudo:o nosso FCPORTO.udo:o nosso FCPORTO.

Anónimo disse...

Se é portista visite este forum :

http://www.setbb.com/fcp/

ajude esta comunidade crescer.... Participe....

FCP FOREVER