quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Magnificient

O titulo é de uma música dos U2, mas aplica-se direitinho ao nosso FC Porto deste ano.

Mágico, como há muito não se via - pelo menos desde o Special One ter ido embora - e que deixa no ar promessas enormes para o futuro próximo.

Claro que estou a falar ainda de barriga cheia dos cinco que demos aos "visitantes" no passado domingo, colocando-os no lugar habitual deles, bem debaixo de nós, com uma humilhação que fez tremer tudo lá na mouraria, até o JJ já está em causa!
Conforme vinha escrevendo aqui, o treinador é parte fundamental da componente de mudança que se regista no futebol da equipa: do onze normal deste ano para o do ano passado só entrou um jogador novo contratado este ano e dois que já faziam parte do plantel, Moutinho no primeiro caso e Sapunaru e Maicon no segundo, para substituir os vendidos Bruno Alves e Meireles e o retardatário Fucile por causa do Mundial. Mas o que é facto é que o FC Porto deste ano é diferente em muita coisa do ano passado: é corajoso, ataca, defende à frente, tem um sistema táctico coeso e eficaz e dá espectáculo, marca golos e joga bom futebol.

André Villas Boas, que esta semana caiu no goto da Europa do futebol, tem dado provas que tacticamente é tão bom como os melhores e que preparar os jogos milimetricamente com estudo exaustivo e conhecimento dos pontos fracos dos adversários, nacionais e estrangeiros.

Hulk está fantástico, aprendeu a usar as suas fabulosas qualidades individuais em prol da equipa e tem sido delicioso ver os seus jogos, a forma como desbarata as defesas adversárias - deliciosos os pormenores de domingo em que pôs o rapaz dos caracóis de rastos e em que deixava nas covas e bem atrás dele o caxineiro que a imprensa da mouraria tem a mania de dizer que é o melhor defesa esquerdo da Europa! Pobre Europa se isto é o seu melhor defesa... um jogador que não se sabe posicionar defensivamente e cuja única qualidade defensiva é a velocidade - que contra o super-sónico Hulk de nada lhe valeu... Só mesmo um país como o Brasil se pode dar ao luxo de não convocar um jogador destes, como o fez nos tempos do Jardel...

Varela, apesar de meio displicente por perder muitas bolas por defeito de passe ou falta de atenção, está um senhor jogador, um extremo muito agressivo e com fome e apetência de golo.

Falcao, em grande, mais dois golos para a conta pessoal e um de grande efeito, um "taconazo" acrobático só ao alcance dos grandes pontas de lança - claramente o melhor que passou pelo FC Porto depois de Jardel.

Belluschi em boa forma, uma injustiça não constar da selecção argentina, parece outro jogador, renascido das cinzas, corre, disputa bolas, grandes passes, grandes cruzamentos, bons remates.

Moutinho, a maçã podre do Sportem, afinal é uma fruta de excelente qualidade, a organizar, marcar o ritmo, impor a ordem e organização no jogo ofensivo e a fazer a transição da defesa para o ataque. Se o Sportem tiver lá mais fruta assim, pode entregar no Estádio do Dragão que nós fazemos uma salada de primeira!

E estes são, para mim, as figuras até ao momento desta época, mas toda a restante equipa tem sido excelente. E também toda a restante equipa técnica, veja-se a saúde fisica que a equipa respira.
Neste momento, a única coisa que quero é que seja domingo outra vez. Para poder ir ver o FC Porto no Dragão novamente... é que com o FC Porto assim, dá vontade de os ver jogar todos os dias!

Uma última palavra: CINCO! Estou quintuplamente feliz... :)